fbpx
Pular para o conteúdo

Caravan De luxo 4100 1978 força e conforto ao alcance de poucos

Compartilhe

A versão Caravan De luxo 4100 1978 foi um dos raríssimos modelos na versão De luxo no final da década de 1970 equipado com motor 6 cilindros, a maior parte das unidades saíram da linha de montagem com motor 4 cilindros

Durante a década de 1970 ter um carro zero km, já era um grande desafio para o brasileiro, diferente de hoje com tantos financiamentos e facilidades de pagamento, imaginem um modelo de alto custo que poderia chegar a custar R$ 315.000,00 em valores atualizados.

Mesmo assim o SW de grande porte da família Opala Chevrolet fazia sucesso, com as vendas em alta, passou a ser o sonho de consumo da maioria das famílias brasileiras.

Desempenho

Estabilidade –  O conjunto, carroceria, chassi e suspensão, dava ao carro uma boa estabilidade, mesmo sendo um projeto desenvolvido no final da década de 1960, recebeu diversos upgrades no passar dos anos e ainda era considerado atualizado para o final da década de 1970.

Motor –  Utilizando o motor Chevrolet 4.1 cód 250, era robusto, e com um giro bastante estável em altas rotações, confiável, mas o custo das manutenções preventivas e corretivas de um modelo 0 km, ainda eram considerados de alto para as famílias da classe média.

Câmbio –  O câmbio manual de 4 velocidades, com alavanca no assoalho, tinha engates precisos e macios e exigia pouca manutenção.

Retomadas e ultrapassagens – Com um motor elástico com muito fôlego, que respondia muito bem ao pedal do acelerador, era seguro e confiável.

Consumo –  Para um modelo de grande porte fazer em média 6 km/l na cidade era uma grande virtude, mais detalhes na ficha técnica no final do post.

Acabamento Externo

Faróis –  Redondos de lentes boleadas embutidos com recuo em uma moldura de alumínio;

Setas dianteiras – Embutidas nos para-lamas;

Para – choques –  Em lâminas de aço carbono cromados;

Faróis de neblina – Não;

Grade de ar do motor – Com frisos na horizontal e detalhes cromados;

Retrovisores Externos – Redondos cromados;

Frisos – Não;

Rodas – De de aço tradicionais da família Opala, com lindas calotas cromadas;

Maçanetas – Cromadas;

Logo – “Caravan DeLuxo”, na lateral dos para – lamas traseiros;

Lanterna Traseira – Bicolor, redondas dupla na horizontal, com luz de ré;

Bagageiro – Opcional;

Teto Solar – Não;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento Interno e Instrumentos

Parte do acabamento interno foi substituído por acessórios da Versão esportiva SS.

Painel – Com mostradores básicos em escala circular;

Conta – giros – Sim;

Acabamento do painel – Em vinil e aço preto;

Volante – Original seria de dois raios de plástico injetado, o atual é de um modelo do esportivo SS;

Sistema de som – Não;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Não;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Não;

Relógio – Analógico no console da alavanca de marchas;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Manual basculante;

Sistema de travamento das portas – Mecânico;

Ajuste dos retrovisores externos – Manual;

Acabamento dos bancos – Em tecido plástico, o do modelo aqui da matéria utiliza bancos da versão esportiva SS;

Acabamento das portas – Em Vinil com detalhes cromados;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não;

Banco traseiro – Sem acessórios;

Encosto de cabeça – Para dois passageiros embutidos nos bancos dianteiros;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Não;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Caravan DeLuxo 78 6 cilindros

Carroceria – SW;

Porte – Grande;

Portas – 2;

Motor –  4.1 Cód 250;

Cilindros – 6 em linha;

Posição – Longitudinal;

Combustível – Gasolina;

Potência – 171 cv;

Peso Torque – 38,46 kg/kgfm;

Cilindrada – 4093 cm³;

Torque máximo – 32,5 kgfm a 2600 rpm;

Potência Máxima – 4800 rpm;

Tração – Traseira;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Simples;

Câmbio – Manual de 4 velocidades com alavanca no assoalho;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Freio a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 1250 kg;

Suspensão dianteira – Independente, Braços sobrepostos – Mola helicoidal;

Suspensão traseira – Eixo rígido – Mola helicoidal;

Comprimento – 4631 mm;

Distância entre-eixos – 2667 mm;

Largura – 1758 mm;

Altura – 1384 mm;

Aceleração de 0 a 100 – 12,9 Segundos;

Velocidade máxima – 165 km/h;

Consumo: Cidade 6 km/l – Estrada 8 km/l;

Autonomia: Cidade 390 km – Estrada 520 km;

Porta malas – 774 Litros;

Carga útil – Não informado;

Tanque de combustível – 65 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 315.000,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

Carros antigos

Astra GSi 2003, chega ao mercado a fera 2.0 16V, alcançando mais de 200 km/h Gol Quadrado GTi, em 1992 a montadora comemorou 12 anos da carroceria BX Puma GTE 1977 o primeiro grande pico de vendas da montadora Porsche 911 L, a versão comercializada na terra do Tio Sam em 1968 Fiorino 96, com motor 1.5, Zero km um colecionável que nunca foi emplacado Caminhonetes antigas Ford sucesso em eventos de carros antigos MP Lafer carros fora de série com o legitimo chassi MP Honda SUV ZR V 2024 preço ficha técnica e equipamentos Fusca 96 Itamar Série especial última edição da geração refrigerada a ar Carro para o dia a dia Vectra 4 portas 2.2 8V excelente relação custo benefício

CONTATO Fale Com o Motor Tudo no Facebook.

Carros antigos