fbpx
Pular para o conteúdo

Brasilia 1980 X Chevette Hatch 1980

Compartilhe

Em 1980 a Chevrolet lança a versão Hatch do Chevette, que iria brigar diretamente com a Brasilia e o também recém lançado GOL, a guerra estava declarada.

O Chevette hatch chegava ao mercado com uma estrutura aerodinâmica e mecânica atualizada, do outro lado a Brasilia que em 1980 já dava sinais que iria se despedir do mercado, mesmo assim dominava o seguimento dos pequenos hatchs.

Volkswagen Brasilia

Motor 1.6 refrigerado a ar.

Câmbio 4 marchas.

65 CV de força.

Peso 906 KG

Velocidade final 135 KM/h

0 a 100 em 21 Segundos.

Acabamento interno

Nunca foi o forte da montadora alemã aqui no Brasil produzir carros luxuosos e confortáveis, e com a Brasilia não foi diferente.

Mas em 1980 a Brasilia já saia de fábrica com bancos anatômicos com encosto de cabeça embutido, mais conforto e segurança, em 1981 já com encosto de cabeça regulável.

O painel já era a nova versão herdado do Polo alemão, com mostradores modernos, eficientes e bonitos, mais avançado que o painel do recém lançado GOL, que ainda utilizava mostradores quadrados da variant II.


Acabamento externo

Para-choques cromados retangulares, o restante mantinha basicamente o mesmo desenho desde os anos 70.


Desempenho

No início dos anos 80  motor VW refrigerado a ar ainda era o mais resistente do mercado, no que se refere a rodar longos percursos exigindo pouca manutenção preventiva, para empresas e órgãos públicos ainda era a melhor relação custo benefício.

Mesmo a montadora alemã já ter dado início ao processo de descontinuação do modelo, a Brasilia ainda liderava o mercado dos pequenos hatchs no Brasil, seus principais compradores eram a classe operária dos grandes centros.

Nível de ruido, interno e externo, em altas e baixas rotações, esse sempre foi o calcanhar de Aquiles da linha VW refrigerada a ar, o ruido era desconfortável dentro do carro, e a carroceria vibrava em altas rotações.


Chevette Hatch

Motor 1.4 refrigerado a água.

Câmbio 4 marchas

68 CV de força.

Peso 880 KG

Velocidade final 140 KM/h.

0 a 100 em 19.8 Segundos.

Acabamento Interno

Moderno, bonito, portas e lateral traseira dos passageiros forrada em vinil, painel moderno de boa visualização.

Bancos com encosto de cabeça embutidos. 

Acabamento externo

O Chevette Hatch tinha um visual mais moderno e atraente.

Desempenho

O Hatch da Chevrolet tinha uma mecânica mais avançada que de sua concorrente Brasilia, nível de ruido tanto interno como externo, em baixas e altas rotações também era bem mais confortável. Em viagens longas a posição de dirigir e a estabilidade que o carro oferecia era bem superior.



Custo e manutenção.

Em 1980 a linha Chevette ainda era muito badala, o valor do carro na concessionária era consideravelmente mais alto que o da Brasilia.

As revisões do Chevette e outros serviços de manutenção eram muito caros para a época, deixando a Brasilia ainda como a melhor relação custo benefício.


Carros dos anos 80 – Comparativo Brasilia 1980 X Chevette hatch 1980.

Motor Tudo.

Carros antigos

Caminhonetes antigas Ford sucesso em eventos de carros antigos MP Lafer carros fora de série com o legitimo chassi MP Honda SUV ZR V 2024 preço ficha técnica e equipamentos Fusca 96 Itamar Série especial última edição da geração refrigerada a ar Carro para o dia a dia Vectra 4 portas 2.2 8V excelente relação custo benefício Escorte Ford a versão L de 1989 que teve apenas 1 proprietário Passat antigos sobrevivem e valorizam no mercado de carros antigos Yaris 2024 hatch preço, ficha técnica e equipamentos Corolla Altis Hybrid Premium 2024 preço, equipamentos e ficha técnica Carros japoneses baratos Honda Civic LX AT 2005 uma interessante compra

CONTATO Fale Com o Motor Tudo no Facebook.

Carros antigos