VW Parati GTi 2.0 16V 1997 um SW que ultrapassava os 200 km/h

Compartilhe

Quem vivenciou o nascimento do VW Parati em 1982, um SW compacto com apelo família, dificilmente imaginária que 15 nos depois se transformaria na feroz versão VW Parati GTi 2.0 16V.

Em 1982 com o motor MD-270 1.6, entregava 81 cv, com velocidade final de 157 km/h e aceleração de 0 a 100 em 13,9 segundos, 15 anos depois o badalado SW atingia velocidade final de 206 km/h e aceleração de 0 a 100 em 8,7 segundos.

1997 foi um ano muito agitado no segmento dos SWs compactos, com a chegada da linha Chevrolet Corsa Wagon, a reestilização da família Fiat, com a plataforma Pálio Weekend, a Volkswagen tratou de ficar um passo a frente de seus concorrentes.

A família Parati Bola já trazia a moderna plataforma AB9 desde 1996, em 1997 ganhou injeção multiponto, e a versão esportiva, tudo para se manter no topo dos mais emplacados dentro dos segmento.

O número de unidades emplacadas da versão GTi 16v, foi bastante modesto. Na prática o SW esportivo era direcionado para um público bastante específico, com um preço muito salgado.

Em valores atualizados para o segundos semestre de 2020, uma unidade não saía por menos de R$ 121.312,00, um preço não muito atraente para um modelo compacto, mesmo na versão top de linha.

Desempenho

O motor AP 2.0 recebeu um upgrade que foi além do novo bloco mais alto, bielas 15 mm maiores, coxins hidráulicos e transmissão superdimensionada do Audi A4, toda a tecnologia foi desenvolvida na Alemanha e rebatizado de VW EA 827.

A relação potência e estrutura era excelente, em velocidades acima de 180 km/h o carro se mantinha estável e seguro.

Ótimo em curvas de alta mesmo com piso molhado, além de uma boa aerodinâmica, a suspensão era extremamente eficiente.

Acabamento Externo

Faróis –  De lentes levemente boleadas nas extremidades, e luz de longo alcance embutida na mesma lente;

Setas dianteiras – Embutidas no mesmo conjunto dos faróis;

Para – choques –  Envolventes na cor da carroceria;

Faróis de neblina – Sim;

Grade de ar do motor – Com frisos na horizontal na cor da carroceria, e o logo GTi 16V;

Retrovisores Externos – Panorâmicos na cor da carroceria, com ajuste elétrico;

Frisos – Emborrachado em toda a extensão lateral, na cor do carro, com o logo 16V;

Rodas – De de liga – leve 195/50 R15;

Maçanetas – Na cor da carroceria;

Logo – “GTi 16V”, Na tampa do porta – malas;

Lanterna Traseira – Bicolor fumê;

Bagageiro – Sim;

Teto Solar – Não;

Limpador do vidro traseiro – Sim;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com diversos mostradores em escala circular;

Conta – giros – Sim;

Acabamento do painel – Em vinil em tons grafite;

Volante – De dois raios espumado;

Sistema de som – Sim;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Sim;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Sim;

Relógio – Sim;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Elétrico;

Sistema de travamento das portas – Elétrico;

Ajuste dos retrovisores externos – Elétrico;

Acabamento dos bancos – Esportivo Recaro, estampado 16V;

Acabamento das portas – Em vinil e tecido plástico;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não;

Banco traseiro – Rebatível, com encosto de cabeça e cinto de segurança de três pontos para dois passageiros;

Encosto de cabeça – Para quatro passageiros;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Sim;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – VW Parati GTi 2.0 16V 1997

Carroceria – SW;

Porte – Compacto;

Portas – 2;

Motor –  EA827 2.0;

Cilindros – 4 em linha;

Válvulas por cilindro – 4;

Posição – Longitudinal;

Combustível – Gasolina;

Potência – 141 cv;

Peso Torque – 63,2 kg/kgfm;

Cilindrada – 1984 cm³;

Torque máximo – 18,5 kgfm a 4750 rpm;

Potência Máxima – 6250 rpm;

Tração – Dianteira;

Alimentação – Injeção Multiponto;

Direção – Hidráulica;

Câmbio – Manual de 5 velocidades com alavanca no assoalho;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Freio a disco ventilado nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 1170 kg;

Suspensão dianteira – Independente, McPherson – Mola helicoidal;

Suspensão traseira – Eixo torção – Mola helicoidal;

Comprimento – 4131 mm;

Distância entre-eixos – 2468 mm;

Largura – 1621 mm;

Altura – 1417 mm;

Aceleração de 0 a 100 – 8,7 Segundos;

Velocidade máxima – 206 km/h;

Consumo: Cidade 8 km/l – Estrada 13 km/l;

Autonomia: Cidade 408 km – Estrada 663 km;

Porta malas – 437 Litros;

Carga útil – Não informado;

Tanque de combustível – 51 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 121.312,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

Deixe uma resposta