Voyage 1.5 LS 1981

Compartilhe

Em 1981 a Volkswagen lança o Gol sedã, e quase cometeu o mesmo erro que cometeu com o Gol Hatch, ao tentar equipar o Voyage com o motor 1600 refrigerado a ar.


Em 1981 chega ao mercado brasileiro o Gol sedã, batizado como Voyage, a versão três volumes veio para concorrer com o Chevette, e dois anos depois com o Fiat Oggi.

Mas a montadora alemã chegou a produzir algumas unidades como teste do Voyage com motor 1600 refrigerado a ar, o mesmo que equipava o GOL, os resultados foram péssimos, o carro conseguia ter um rendimento a baixo que o próprio GOL, e que de seu concorrente já em produção o Chevette.

Visto a tempo o erro, a montadora recebeu o aval da matriz alemão e passou a montar o carro e colocar a venda as primeiras unidades com o motor VW BR 1.5 refrigerado a água, que deu ao carro um folego maior para concorrer de igual no mercado, no final de 1982 o modelo 1983 já saiu de fábrica com o motor MD 270 1.6, e no segundos semestre de 1985 a versão LS 5 marchas já foi equipada com a primeira versão do motor AP 1600.

A linha Voyage foi o segundo passo da montadora depois do Passat, para por fim aos motores refrigerados a ar, que só terminaram no final de 1986 com o GOL BX.

Deixando de lado erros e acertos de projeto, o pequeno sedã ao chegar no mercado criou um verdadeiro frisson nos fãs da linha Volkswagen.

Quando víamos o Voyage pela primeira vez era a seguinte sensação que tínhamos, “um GOL sedã com a mecânica do tão cobiçado Passat” todos queriam ter um.

Para se ter uma ideia do sucesso do três volumes da Volkswagen, em 1982 passou a ser o carro mais procurado do Brasil ao lado do Ford Del Rey.

Para alguns consumidores mais antigos dos anos 60 e 70 da marca Volkswagen, o Voyage era uma espécie de um retorno triunfante e atualizado do VW 1600 o “Zé do Caixão” que agora estava mais para um lorde.

Motor Tudo

Ficha Técnica – Voyage LS 1981 1.5

Carroceria – Sedã;

Porte – Compacto;

Portas – 4;

Motor –  BR 1.5;

Cilindros – 4 em linha;

Posição – Longitudinal;

Combustível – Gasolina;

Potência – 78 CV;

Peso Torque – 77,48 kg/kgfm;

Cilindrada – 1471 cm³;

Torque máximo – 11,5 kgfm a 3600 rpm;

Potência Máxima – 6100 rpm;

Tração – Dianteira;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Simples;

Câmbio – Manual de 4 velocidades com alavanca no assoalho;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Freio a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 891 kg;

Suspensão dianteira – Independente, McPherson – Mola helicoidal;

Suspensão traseira – Eixo torção – Mola helicoidal;

Comprimento – 4063 mm;

Distância entre-eixos – 2358 mm;

Largura – 1601 mm;

Altura – 1364 mm;

Aceleração de 0 a 100 – 15,8 Segundos;

Velocidade máxima – 151 km/h;

Consumo: Cidade 9 km/l – Estrada 15 km/l;

Autonomia: Cidade 495 km – Estrada 825 km;

Porta malas – 382 Litros;

Carga útil – Não informado;

Tanque de combustível – 55 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 72.131,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

Deixe um comentário