Volkswagen Logus Autolatina

Compartilhe

Após o fracasso do Apollo que não passou de uma promessa, a Volkswagen através da Autolatina resolveu apostar em um novo sedã, mais uma vez baseado na plataforma Ford Escort, o Logus.

Luxuoso, confortável, ágil, e com o robusto motor AP 1600, 1800 e 2000.

Por fora o visual era o mesmo da  família Escort, porém com a traseira mais arredondada que a do Verona.

Logo em seu lançamento em 1993 fui até uma concessionária de minha cidade conhecer o carro, ao chegar o vendedor que me recebeu logo lançou uma piadinha, “oi amigo veio conhecer o novo sedã, ele se chama Logus, que significa, Logus, Logus sai de linha”.

Pois é não deu outra, o Logusem menos de quatro anos saiu de linha, mesmo com todos os esforços da montadora em manter o carro em produção.

Falando sobre a qualidade do carro que era indiscutível, principalmente nas versões com motores AP 1.8 e AP 2.0, níveis de ruido tanto interno como externo, em baixas e altas rotações eram baixos, confortável para o motorista e passageiros, bom de estrada e ágil na cidade.

Suspensão macia, lembrando bastante a linha Ford.

O acabamento interno também dispensava comentários, basicamente era o mesmo do Verona painel, bancos acabamentos das portas e teto.

Imagem Reginaldo Campinas.


Mas em uma família onde a concorrência é grande, se torna quase impossível se manter no mercado, o Logus tinha uma lista enorme de concorrentes que tornou inviável a continuação de sua produção.

Mas deixou sua marca no mercado, hoje o Logus possui até fã clube, que mantem vivo as lembranças de um sedã que tinha tudo para se mante no mercado.

Volkswagen Logus 


Motor Tudo – Volkswagen Autolatina Logus.

Carros dos anos 90.

Deixe uma resposta