Uno Turbo 1994 Nunca Subestime essa fera que chega a 195 KM/h reais

Ele superou o Gol GTi 2.0 Bola 8V, em velocidade final e de 0 a 100, em e o Escort 2.0 XR3i também nos mesmo quesitos, o Uno Turbo 1994 se tornou a fera nacional

Sai da minha frente que eu quero passar, com certeza esse seria o slogan do Uno Turbo 1994, o final da primeira metade da década de 1990 foi muito especial para a Fiat, era a montadora nacional que mais vendia modelos populares 1.0, mas entre eles existia uma versão envenenada de fábrica.

Era o carro produzido em em solo brasileiro mais rápido, de 0 a 100 e 195 KM/h de velocidade final real e de 0 a 10 e incríveis 9,2 segundos, superando até mesmo os esportivos nacionais mais badalados, abaixo segue uma tabela de comparativos.

Gol GTi 2.0 quadrado 1994 – Velocidade final 181 KM/h e de 0 a 100 em 9,2 segundos.

Gol GTi 2.0 Bola 8V 1995 – Velocidade final 185 KM/h e de 0 a 100 em 11,2 segundos.

Escort 2.0 XR3i 1994 – Velocidade final 187 KM/h e de 0 a 100 em 9,7 segundos.

Corsa GSi 1.6 16V 1995 – Velocidade final 192 KM/h e de 0 a 100 em 9,8 segundos.

Kadett GSi 2.0 1994 – Velocidade final 177,2 KM/h e de 0 a 100 em 10,6 segundos.

Uno Turbo 1994 – Velocidade final 195 KM/h e de 0 a 100 em 9,2 segundos.

Desempenho e equipamentos

Curvas – Desde seu lançamento em 1984 o Fiat Uno sempre teve uma suspensão mais dura que de seus concorrentes, se não passava tanto conforto, por outro lado compensava com uma ótima estabilidade, aliado a sua eficiente aerodinâmica, o carro sempre estava entre os melhores do Brasil em segurança e desempenho, mesmo em curvas de alta mesmo com piso molhado, na versão Turbo, a suspensão ficou 10 Milímetros mais baixa, e foi introduzida uma barra de reforço entre os amortecedores, evitando qualquer tipo de desalinhamento em arrancadas.

Em retas o Uno 1.4 IE Turbo se comportava muito bem, mesmo em velocidades acima de 160 Km/h não balançava e se mantinha bastante estável.

Aceleração e retomadas – Era o mais eficiente da primeira metade dos anos 90, era disparado o carro no Brasil mais rápido de 0 a 40, pesando apenas 975 KG, bem aerodinâmico, com um motor 1.4 bastante saudável, com uma injeção eletrônica multiponto bastante eficiente e Turbinado, era a combinação perfeita, dava para sentir a entrada do turbo a partir de 3000 rpm.

Freios – Era outro fator que a Fiat sempre se saia muito bem, na versão turbo não foi diferente, os freios eram muito eficientes, com discos ventilados na dianteira, cilindros mestre e tambores da traseira do Fiat Tempra.

Acabamento Externo

Os mesmo faróis e setas dianteiras utilizadas em toda a linha Fiat da década de 1990.

Grade de ar do motor com finos filetes em formato de colmeia, e moldura na cor do carro.

Para-choques envolventes com spoilers integrados.

Faróis de neblina embutidos no para-choque.

Logo “Turbo” na lateral do para – lama dianteiro.

Maçanetas embutidas na porta, as mesmas da década de 1980.

Retrovisores satélites com ajuste elétrico interno.

Rodas de liga – leve, exclusivas 185/60 R14

Logo na tampa do porta – malas “Uno Turbo Ie”.

Saída do escapamento com ponteira cromada esportiva.

Lanternas traseiras fumê.

Logo na tampa traseira Uno Turbo ie.

Teto Solar.

Limpador de vidros traseiro.

Acabamento Interno

Painel completo com diversos mostradores, incluindo pressão do turbo, pressão do óleo, e conta – giros.

Volante anatômico de três raios.

Radio toca fitas digital.

Ventilador de três velocidades;

Ar – condicionado;

Ar –  quente;

Acendedor de cigarros;

Cinzeiro;

Vidros e travas elétricas;

Travas elétricas;

Ajuste do retrovisor, elétrico;

Acabamento dos bancos e portas, em tecido aveludado, em tons esportivos;

Banco traseiro com cinto de segurança três pontos;

Encosto de cabeça com ajuste de altura para 2 passageiros;

Banco do motorista com ajuste de altura;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro;

Assoalho e porta – malas acarpetado.

Ficha Técnica – Uno Turbo 1994

Carroceria hatch;

Porte compacto;

2 portas;

Motor Sevel – Turbocompressor;

Cilindros 4 em linha;

Transversal;

Tuchos mecânicos;

Tração dianteira;

Combustível Gasolina;

Injeção Multiponto;

Direção Hidráulica;

Câmbio manual de 5 marchas;

Embreagem monodisco a seco;

Freios a disco ventilado nas rodas dianteiras e tambor nas rodas  traseiras;

Peso 975 KG;

Comprimento 3654 mm;

Distância entre-eixos 2361 mm;

Potência 118 CV;

Cilindrada 1372 cm³;

Torque máximo 17,5 kgfm a 3500 rpm;

Potência Máxima 5750 RPM;

De 0 a 100 – 19,2 Segundos;

Velocidade máxima 195 KM/h;

Consumo na Cidade 9 KM/L – Estrada 12 KM/L;

Autonomia: Cidade 450 KM – Estrada 600 KM;

Porta malas 290 Litros;

Carga útil Não Informado;

Tanque de combustível 50 Litros;

Valor atualizado Aproximado – Não Informado;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

Motor Tudo – Uno Quadrado

Deixe uma resposta