Toyota Bandeirante Jipe 4X4 1981 um japonês com coração alemão

Compartilhe

Na configuração capota de aço curta 4X4, o jipe Toyota teve como principal concorrente no início da década de 1980 o Ford Rural, eram modelos off-road direcionados a empresas e aventureiros.

A versão Toyota Bandeirante Jipe 4X4 1981, levava vantagem sobre seu concorrente por ser mais atualizado, com uma mecânica, estrutura de chassi e carroceria mais dentro da realidade para o início da década.

Após o ano de 1983 com o fim da produção do Ford Rural, o modelo japonês reinou em absoluto no mercado off-road até o ano de 1992, quando começaram a chegar ao Brasil os importados como o Land Rover defender.

O Toyota Bandeirante Jipe 4X4, durante toda a década de 1980 também era visto como modelo ostentação, para que tinha muito dinheiro no bolso e curtia um fim de semana na natureza. Era bastante comum ver fóruns de discussão em revistas automotivas da época, onde proprietários e amantes do modelo, trocavam experiências e informações técnicas.

Desempenho

Estabilidade –  Não era um veículo desenvolvido para o asfalto, mesmo assim dentro da realidade de um off-road, tinha uma boa relação entre segurança e carga.

Motor –  O motor a Diesel Mercedes-Benz OM-314 de 85 cv, era robusto, confiável e muito eficiente.

Câmbio –  O câmbio manual de 4 velocidades, não era de engates tão precisos, mas era robusto e atendia as necessidades de um fora de estrada.

Retomadas e ultrapassagens – Com um motor com bastante fôlego, mesmo com carga máxima cumpria seu papel de utilitário.

Consumo –  Na versão a Diesel fazia 7 km/l na cidade, o grande diferencial ficava para pouca variação de consumo com carga máxima.

Acabamento Externo

Faróis –  Faróis redondos de lentes boleadas;

Setas dianteiras – Posicionadas acima dos para-lamas;

Para – choques –  Em lâminas de aço carbono e cor preto, acoplados diretamente ao chassi;

Faróis de neblina – Não – Utiliza luzes de longo alcance sobre o para-choque;

Grade de ar do motor – Em aço carbono na cor preto;

Retrovisores Externos – Quadrado com suporte em haste, e ajuste manual;

Frisos – Não;

Rodas – De aço 215/80 R16 – As originais de fábrica;

Maçanetas – Na cor grafite;

Logo – “Bandeirante”, Na lateral do para-lama dianteiro;

Lanterna Traseira – Tricolor com luz de ré;

Bagageiro – Opcional;

Teto Solar – Não;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores em escala circular;

Conta – giros – Sim;

Acabamento do painel – Em aço na cor da cabine;

Volante – Espumado de três raios;

Sistema de som – Não;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Não;

Ar –  quente – N/D;

Luz de leitura – Não;

Relógio – Analógico;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Manual basculante;

Sistema de travamento das portas – Mecânico;

Ajuste dos retrovisores externos – Manual;

Acabamento dos bancos – Em vinil;

Acabamento das portas – Em vinil;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não;

Banco traseiro – Sem acessórios;

Encosto de cabeça – Não;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Não;

Assoalho – Emborrachado;

Porta-malas – Emborrachado;

Ficha Técnica – Toyota Bandeirante Jipe 4X4 1981

Carroceria – Jipe;

Porte – Médio;

Portas – 2;

Motor –  Mercedes-Benz OM-314 3.8;

Cilindros – 4 em linha;

Válvulas por cilindro – 2;

Posição – longitudinal;

Combustível – Diesel;

Potência – 85 cv;

Peso Torque – 71,3 kg/kgfm;

Cilindrada – 3784 cm³;

Torque máximo – 24 kgfm a 1800 rpm;

Potência Máxima – 2800 rpm;

Tração – Integral temporária;

Alimentação –  Injeção direta;

Direção – Simples;

Câmbio – Manual de 4 velocidades com alavanca no assoalho;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – A tambor nas quatro rodas;

Peso – 1710 kg;

Suspensão dianteira – Eixo rígido – Fixe de molas semielípticas;

Suspensão traseira – Eixo rígido – Fixe de molas semielípticas;

Comprimento – 3835 mm;

Distância entre-eixos – 2285 mm;

Largura – 1665 mm;

Altura – 1920 mm;

Aceleração de 0 a 100 – 32 Segundos;

Velocidade máxima – 120 km/h;

Consumo: Cidade 7 km/l – Estrada 12 km/l;

Autonomia: Cidade 364 km – Estrada 624 km;

Porta malas – 100 Litros;

Carga útil – Não informado;

Tanque de combustível – 52 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 126.278,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *