Rolls Royce Corniche Coupé 1973 Ele Foi o Carro Mais Caro do Mundo

Durante as décadas de 1970 e 1980, ele foi o carro com o melhor acabamento do mundo, também tinha o preço mais salgado do planeta, um sonho distante até mesmo para muitos empresários brasileiros

Rolls Royce Corniche Coupé 1973, foi uma série limitada, tendo apenas 1090 unidades fabricadas, em uma época onde as Mercedes, BMW e jaguar, eram as vedetes do mercado, os carro de luxo dos grande empresários e celebridades, mas os grandes xeiques do petróleo, e os políticos e empresários no topo da hierarquia mundial, andavam de Rolls Royce.

Aqui no Brasil, durante os anos 70 e 80, nossos empresários e políticos, mesmo no topo mais alto, se contentavam com Forda Galaxie, Mercedes e BMW, em muitos casos semi novos, pois trazer um modelo zero KM da Europa era muito caro, mesmo os homens mais ricos dos país, evitavam se aventurar em um Rolls Royce.

Ele não era o carro mais ágil e velos entre os gigantes de luxo do mercado mundial, mas tinha um acabamento, muito acima da média, um dos raros modelos com suspensão a ar da época, entre tinta de fundo, camadas anticorrosiva, pintura e verniz, chegavam a ser 21 camadas, todo o processo de fabricação era artesanal, um veículo único, o porta – malas mais parecia um Kitnet de luxo, um verdadeiro Britânico.

Desempenho

O motor era feito para ser robusto, um 6.7 V8, chegando a velocidade final de 190 KM/h reais.

Na cidade o câmbio automático, era muito preciso, mesmo ainda utilizando tecnologia da década de 1970, o torque robusto, suave e macio do motor, fazia que todo o dinheiro investido, valesse apena.

Na estrada definitivamente era o melhor no quesito conforto, além de ser extremamente eficiente em retomadas e ultrapassagens, mesmo com câmbio automático, a suspensão a ar, deixava o carro um verdadeiro navegador.

Acabamento Externo

Frente clássica inglesa, com um grande radiador cromado, e logo Roll Royce a frente, e acima a “A Mulher Alada”, ou se preferirem, o “Spirit of Ecstasy”.

Faróis redondos, de lentes boleadas, duplos na horizontal, embutidos em uma moldura de aço cromada.

Retrovisores metálicos cromados, com controle elétrico interno.

Setas embutidas na parte frontal do para lama dianteiro, repetidor de setas na lateral.

Para – choques em lâminas de aço cromados.

Vincos laterais em toda a extensão do carro acompanhando o desenho da carroceria.

Rodas de aço 205/70 R15, com exclusivas calotas, Roll Royce.

Teto na cor marrom claro, combinando com o tom de pintura da carroceria.

Lanternas traseiras bicolor, luz de ré embutida na tampa do porta malas.

Acabamento Interno

Painel em madeira legítima, também com detalhes em couro, diversos mostradores, velocímetro em escala em milhas mph e KM/h.

Volante em imitação de marfim.

Alavanca do câmbio automático na coluna de direção.

Ventilador.

Ar – quente.

Ar – condicionado.

Acendedor de cigarros.

Cinzeiro cromados nas portas.

Rádio toca fitas AM/FM.

Vidros e travas elétricas.

Ajuste interno elétrico dos retrovisores.

Acabamento dos bancos e portas em couro legítimo, com detalhes em madeira e cromo.

Encosto de cabeça para 4 passageiros.

Assoalho e porta malas acarpetados.

Ficha Técnica – Rolls Royce Corniche Coupé 1973

Carroceria coupé;

Porte Grande;

4 portas;

Motor Mercedes 6.7 – 16 Válvulas;

Cilindros 8 em V;

Longitudinal;

Tuchos Hidráulicos;

Tração traseira;

Combustível Gasolina;

Carburador – Four Barrel Solex Carb.;

Direção hidráulica.

Câmbio automático de 3 velocidades;

Tração RWD;

Freios a disco ventilado nas rodas dianteiras e sólido nas rodas traseiras.;

Peso 2360 KG;

Potência Não informado;

Taxa de compressão 9.0.

Potência Máxima 5500 RPM;

De 0 a 100 – 10.1 Segundos;

Velocidade máxima 190 KM/h;

Autonomia Não informado;

Porta malas 645 Litros;

Carga útil – não informado;

Tanque de combustível 107 Litros;

Motor Tudo – Rolls Royce Corniche Coupé 1973

Carros Clássicos Brasil – Roll Royce

Deixe uma resposta