Puma GTB S2 1980 esportividade e luxo a 190 KM/h de velocidade real

A segunda geração chegou ao mercado em 1978 usando a mecânica do opala SS 6 cilindros de 171 CV, um Muscle Car luxuoso e muito eficiente

Ele se tornou o carro nacional mais caro, superando até os badalados Alfa Romeo 2300 e o Opala Diplomata, montado em um chassi tubular exclusivo Puma, e linhas que lembravam os esportivos americanos, o Puma GTB S2 1980, na prática podia chegar até 200 KM/h de velocidade final real, bastava encher o tanque com a famosa gasolina azul e mudar a giclagem do carburador.

Outro atributo eram as novidades nos equipamentos de luxo que o modelo oferecia de série, ar – condicionado, direção hidráulica, vidros elétricos, bancos de couro e retrovisores com ajuste interno, no final da década de 1970 e início da década de 1980, até como opcionais eram equipamentos muito raros nos modelos em série.

No ano de 1980 a montadora Puma ainda estava em seu auge, conseguindo emplacar pouco mais de 3.000 unidades naquele ano.

Desempenho

O conjunto chassi e carroceria, conseguia um ótimo equilíbrio, mesmo em altas velocidades, um grande feito para uma montado fora de série, em um país tão atrasado.

O conjunto motor e câmbio do Opala SS , entrega ótimos 171 CV, em velocidade final real de 190 KM/h, mas com alguma preparação no sistema de alimentação poderia chegar facilmente a 200 Km/h.

Acabamento Externo

Frente com faróis duplos na horizontal de lentes boleadas, embutidos em uma moldura de plástico grafite, grade de ar do motor com frisos na horizontal, e o logo “Puma”.

Para – choques em Lâminas de aço carbono, com as setas dianteiras embutidas.

Repetidor de setas nos para – lamas dianteiros.

Abaixo do para – choque dianteiro, entradas de ar de plástico na cor grafite.

Rodas de liga – leve R17 na frente e R18 atrás.

Retrovisores panorâmicos, com controle mecânico interno.

Fechaduras das portas cromadas, com puxadores embutidos.

Logo “Puma GT S2” na parte traseira.

Lanternas traseiras, tricolor frisadas, ” O mesmo modelo do VW Brasília”.

Saída dupla do escapamento traseiro.

Acabamento Interno

Painel com revestimento em couro, diversos mostradores em escala circular + conta – giros e relógio analógico.

Volante esportivo de três raios, com acabamento em couro costurado a mão.

Acendedor de cigarros.

Cinzeiro no console do câmbio de marchas.

ventilador.

Ar – quente.

Ar – condicionado.

Vidros elétricos.

Acabamento de bancos e portas em couro preto.

encosto de cabeça para quatro passageiros, embutidos nos bancos.

Assoalho e porta – malas acarpetados.

Ficha Técnica – Puma GTB S2 1980

Carroceria Coupé;

Porte grande;

2 portas;

Motor Chevrolet 4.1 Cód 250 S;

Cilindros 6 em linha;

Longitudinal;

Tuchos mecânicos;

Tração Traseira;

Combustível Gasolina;

Carburador;

Direção Hidráulica;

Câmbio manual de 4 marchas;

Embreagem monodisco a seco;

Freios disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso 1180 KG;

Potência 171 CV;

32,5 kgfm a 2600 rpm;

Potência Máxima 4093 RPM;

De 0 a 100 – 10,8 Segundos;

Velocidade máxima 190 KM/h;

Consumo na Cidade 6 KM/L – Estrada 8 KM/L;

Autonomia: Cidade 420 Km – Estrada 560 KM;

Porta malas 202 Litros;

Carga útil 280;

Tanque de combustível 70 Litros;

Preço aproximado atualizado R$ 188.894,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

Puma GTB S2 – Carros esportivos antigos

Deixe uma resposta