Passat TS 1981 O último ano do reinado do motor BS 1.6

O Motor BS chegou na família Passat em 1976, junto com a nova versão esportiva TS 1.6, um modelo que veio para ficar

O Passat TS 1981 ainda utilizava o motor BS 1.6, no primeiro semestre de 1982 o motor BS 1.6 recebeu um novo carburador, o Weber 450 Mini-Progressivo, que deixava o carro mais ágil sem consumir mais combustível, foi o primeiro passo na preparação para a transição com o motor MD – 270 1.6.

Era considerado o carro nacional de melhor relação custo benefício, mesmo assim em 1980 as versões top de linha do Passat quadrado eram os modelos de porte médio mais caros do mercado, e de maior custo de manutenção, em 1981 ficou em segundo lugar entre os modelos de alto custo de sua categoria, perdendo apenas para o novo Ford Del Rey, que se tornou um dos veículos mais caros do Brasil ao lado das versões top de linha da família Opala.

Desempenho

Equipado com o motor BS 1.6, um antecessor do MD-270, o modelo entregava bons 96 CV de força, indo de 0 a 100 em 13,1 segundos, um número considerado bastante razoável para o início da década de 1980, para um modelo de médio porte;

O câmbio de 4 marchas de relações curtas, dava ao carro um ar todo esportivo, com engates macios e precisos;

A conjunto carroceria, chassis/bloco e suspensão, deixava o VW Passat como o carro nacional mais equilibrado e estável.

O ponto negativo ficava para a vibração do motor em altos giros, em velocidades acima de 120 KM/h o motor passava vibração para o interior do carro.

Acabamento Externo

Frente com faróis retangulares de lentes boleadas, embutidos em um mesmo conjunto com as setas.

Grade de ar do motor, frisada na cor grafite, com fino friso metálico ao centro, e o logo “TS”.

Friso cromado contornando os faróis e a grade de ar do motor.

Pra – choques em lâminas de aço carbono, cromados, com friso emborrachado na parte frontal e cantoneiras de plástico estendidas nas laterais.

Rodas de aço 175/70 R13 tradicionais família Passat, que também equiparia a família BX a partir de 1983.

Retrovisor de plástico, com ajuste manual.

Maçanetas cromadas com detalhes em preto.

Logo TS, na lateral do para – lama dianteiro.

Lanternas traseiras tricolor, tradicionais família Passat.

Logo “Passat TS” na tampa do porta – malas.

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores em escala circular + conta – giros;

Acabamento do painel – Em vinil, na cor preto;

Volante – Espumado, estilo GT de quatro raios;

Sistema de som – Rádio Volkswagen AM / FM;

Ventilador – De três velocidades;

Ar – condicionado – Não;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Não;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Manual basculante;

Sistema de travamento das portas – Mecânico;

Ajuste do retrovisor – Manual;

Acabamento dos bancos – Em tecido aveludado preto;

Acabamento das portas – Em vinil;

Banco traseiro – Sem acessórios;

Encosto de cabeça – Para dois passageiros com regulagem de altura;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Sim;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Passat TS 1981

Carroceria – Sedã;

Porte – Médio;

Portas – 2;

Motor – VW BS 1.6;

Cilindros – 4 em linha;

Posição – Longitudinal;

Tuchos – Mecânicos;

Tração – Dianteira;

Combustível – Gasolina;

Alimentação –  Carburador Solex H35 PDSI ;

Direção – Simples;

Câmbio – Manual de 4 marchas;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Freio a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 902 KG;

Comprimento – 4206 mm;

Distância entre-eixos – 2470 mm;

Potência – 96 CV;

Cilindrada – 1588 cm³;

Torque máximo – 13,2 kgfm a 2600 rpm;

Potência Máxima – 6100 RPM;

Aceleração de 0 a 100 – 13,1 Segundos;

Velocidade máxima – 160 KM/h;

Consumo: Cidade 9 KM/L – Estrada 12 KM/L;

Autonomia: Cidade 405 KM – Estrada 540 KM;

Porta malas – 362 Litros;

Carga útil – Não informado;

Tanque de combustível – 45 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 105.345,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sore a história de carros clássicos brasileiros.

Please follow and like us:

2 comentários sobre “Passat TS 1981 O último ano do reinado do motor BS 1.6”

  1. Tive um, esse carro dá de chicote em muitos moderninho de hoje!!! Excelente estabilidade, simplicidade na manutenção, e uma suspensão de fazer inveja a muitos.

Deixe uma resposta