Opala Gran luxo 4100 1974 Força e elegância em um mesmo espaço

Na briga pelo mercado dos Muscle Cars nas versões de luxo, o Opala se destacava pelo equilíbrio entre força e consumo, além de ser o que oferecia melhor estabilidade na estrada

A versão Opala Gran luxo 4100 1974, ainda não havia se deparado com a crise do petróleo, que só seria anunciada no ano seguinte pelo presidente Ernesto Geisel, mas o modelo Chevrolet seria o mais bem sucedido durante toa a crise.

Ele estava entre os carros nacionais mais bem equipados, com um acabamento interno de muita qualidade e oferecendo opcionais como ar – condicionado e direção hidráulica, mas o que realmente fez o Opala em suas versões top de linha, alcançarem o sucesso entre o auto escalão nacional, político e empresarial, definitivamente foi seu equilíbrio.

As versões com motores 4100 de 6 cilindros faziam na cidade 5 km/l, basicamente o mesmo consumo de um V 8 Dodge e Ford, mas o diferencial era em altas rotações o motor Chevrolet se mantinha mais estável, consumindo menos, quanto aos seus concorrentes V 8, que em altas rotações poderiam chegar o consumo a 2 km/l na cidade.

Desempenho

Estabilidade –  O conjunto, carroceria, chassi e suspensão, era sem dúvida o mais equilibrado entre os carros nacionais de grande porte, bom de curvas de alta, e bastante estável em retas em altas velocidades, o sistema de direção hidráulica não era muito preciso, mas a suspensão bem desenvolvida compensava.

Motor –  Utilizando o motor Chevrolet 4100 de 6 cilindros, conseguia unir confiança e robustez em um mesmo carro.

Câmbio –  O câmbio manual de 3 velocidades, cumpria seu papel para a época, deixando o carro confortável e gostoso de dirigir.

Retomadas e ultrapassagens – Com um motor com bastante fôlego e um câmbio descomplicado o carro era seguro e eficiente.

Consumo –  Em 1974 a crise do petróleo ainda não havia sido anunciada oficialmente, então utilizar 5 km/l, na cidade não era algo tão assustador, mais dados na ficha técnica no final do post.

Acabamento Externo

Faróis –  Redondos de lentes boleadas, embutidos em uma moldura cromada;

Setas dianteiras – Embutidas nos para – lamas;

Para – choques –  Em lâmina de aço carbono cromadas;

Faróis de neblina – Não;

Grade de ar do motor – Pintada na cor da carroceria com friso metálico no contorno e o logo “Chevrolet” ao lado esquerdo;

Retrovisor Externo – Redondo cromado, com ajuste manual;

Frisos – Metálico em toda a extensão do rodapé da carroceria;

Rodas – Tradicionais da família Opala, com lindas calotas cromadas;

Maçanetas – Cromadas;

Logo – “Gran luxo” na lateral dos para – lamas dianteiros;

Lanterna Traseira – Bicolor com luz de ré;

Bagageiro – Não;

Teto Solar – Não;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores básicos em escala circular;

Conta – giros – Não;

Acabamento do painel – Em vinil e metal preto;

Volante – De plástico injetado de dois raios, estilo canoa;

Sistema de som – Radio AM;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Opcional;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Não;

Relógio – Analógico ao lado do velocímetro;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Manual basculante;

Sistema de travamento das portas – Mecânico;

Ajuste dos retrovisores externos – Manual;

Acabamento dos bancos – Em vinil;

Acabamento das portas – Em vinil com detalhes cromados;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não;

Banco traseiro – Sem acessórios;

Encosto de cabeça – Não;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Não;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Opala Gran luxo 4100 1974

Carroceria – Sedã;

Porte – Grande;

Portas – 4;

Motor –  Chevrolet 41000;

Cilindros – 6 em linha;

Posição – Longitudinal;

Peso Torque – 39,66 kg/kgfm;

Tração – Traseira;

Combustível – Gasolina;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Simples – Hidráulica opcional;

Câmbio – Manual de 3 velocidades, alavanca na coluna de direção;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Freio a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 1150 KG;

Comprimento – 4671 mm;

Distância entre-eixos – 2667 mm;

Potência – 140 CV;

Cilindrada – 4092 cm³;

Torque máximo – 29 kgfm a 2400 rpm;

Potência Máxima – 4000 RPM;

Aceleração de 0 a 100 – 13,5 Segundos;

Velocidade máxima – 174 km/h;

Consumo: Cidade 5 km/l – Estrada 13,5 km/l;

Autonomia: Cidade 275 km – Estrada 412,5 km;

Porta malas – 430 Litros;

Carga útil – Não informado;

Tanque de combustível – 55 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 138.713,00.

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

Please follow and like us:

Deixe uma resposta