Opala Especial 6cc 1975 Força e estilo na segunda versão de entrada

Mesmo sem os principais instrumentos de luxo, a versão de entrada do Opala esbanjava elegância, e com motor 4.1 era uma opção bastante atrativa

A primeira opção de versão de entrada, era o Opala Especial com motor de 4 cilindros, mas para quem buscava um coupé básico estilo muscle car, bastava pagar uma valor adicional, e você saía da concessionária com a segunda opção da versão básica, o Opala Especial 6 cilindros.

A cor Turquesa Metálica, dava um ar todo esporte fino ao Opala, mesmo sem faixas laterais esportivas com na versão “SS”, ou frisos que davam uma elegância executiva, aos moldes do comodoro, a versão de entrada de 6 cilindros era respeitada como um valente nas ruas, na região em que morei durante toda a minha infância e adolescência, era cercada por um parque industria, operários de médio escalão costumeiramente compravam a versão sitada aqui no blog, era muito comum ver homens de meia idade aos sábados polindo suas máquinas.

Outra tendencia que percebi em operários em início de aposentadoria durante a segunda metade da década de 1975 e na primeira metade da década de 1980, era comprarem versões de entrada e personalizar com muito cromo e rodas especiais da época.

Desempenho

Aversão Opala Especial com motor 6 cilindros, entregava 130 CV de força, a versão comodoro 140 CV e o esportivo SS 171 CV.

O motor Chevrolet entregava potência, confiança e um consumo considerado relativamente baixo para a época, dentro do seguimento dos muscle cars.

A estrutura da carroceria Opala, tinha um peso muito bem distribuído, mesmo em curvas de alta, entregava uma ótima relação entre segurança e conforto.

Acabamento Externo

Frente com faróis redondos de lentes boleadas, embutidos com recuo em uma moldura de alumínio.

Grade de ar de alumínio com frisos na horizontal e a gravata Chevrolet ao centro.

Seta dianteira em lente bipartida, localizados nos para – lamas dianteiros.

Para – choques em lâminas de aço cromados.

Logo “Chevrolet” no capô.

Logo “4100” no pra – lama dianteiro.

Retrovisor cromado redondo, pequeno e pouco eficiente.

Maçanetas cromadas.

Rodas de aço tradicionais família Chevrolet.

Lanternas traseiras redondos na horizontal, com luz de ré.

Logo “Chevrolet” na tampa do porta mala.

Acabamento Interno

Painel em vinil e fundo de aço, na cor preto, com mostradores básicos em escala circular .

Volante de plástico injetado, de dois raios, estilo canoa.

Rádio Bosch, AM.

Ventilador.

Ar – quente.

Acendedor de cigarros e cinzeiro embutido no painel.

Acabamento das porta e bancos em vinil.

Acionamento dos vidros manual basculante.

Assoalho e porta malas acarpetados.

Ficha Técnica – Opala Especial 6cc 1975

Carroceria Coupé;

Porte Grande;

2 portas;

Motor Chevrolet Cód 250;

Cilindros 6 em linha;

Longitudinal;

Tuchos Hidráulicos;

Tração traseira;

Combustível Gasolina;

Carburador;

Direção Simples – Opcional para hidráulica.

Câmbio manual de 4 marchas;

Embreagem monodisco a seco;

Freios a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas  traseiras;

Peso 1100 KG;

Potência 130 CV;

29 kgfm a 2400 rpm.

Potência Máxima 4000 RPM;

De 0 a 100 – 13,5 Segundos;

Velocidade máxima 174 KM/h;

Consumo na Cidade 5 KM/L – Estrada 7,5 KM/L;

Autonomia: Cidade 275 KM – Estrada 412 KM.

Porta malas 430 Litros;

Carga útil – não informado;

Tanque de combustível 55 Litros;

Motor Tudo – Opala Especial 6cc 1975

Carros Clássicos Brasil – Opala

Deixe uma resposta