Opala antigo com rodas do top de linha de 1992, uma mistura de gerações

Compartilhe

Opala antigo com rodas do Opala Diplomata 1992, uma mistura de gerações. O top de linha Comodoro de 1975 com rodas do top de linha de 1992, um colecionável na cor Marrom Outono, que passou por um processo de restauração classe “A”, e que mantem sua originalidade com uma pitada a mais de charme.

1975 foi o ano de estreia da versão Comodoro, o novo produto no topo do catálogo da família Opala, chegou para substituir o Gran Luxo. A nova versão, trazia como opcional interior com aplique em madeira jacarandá, de série teto em vinil Las Vegas para a carroceria coupé, e um filete pintado na linha de cintura da carroceria.

O Comodoro se manteve como o rei da família do gigante da Chevrolet por 5 anos, quando foi substituído pelo Diplomata. A transição começou em 1978, com a apresentação para a mídia Em 1979 foi apresentado no salão do carro, mas a montadora sé colocou o Diplomata nas ruas em 1980. Existem dois motivos que levam um Opala antigo utilizar rodas da última geração do projeto, ou no processo de restauração não foi encontrada as rodas originais, ou simplesmente a gosto do proprietário foi realizada a troca.

A unidade Opala antigo da nossa matéria, como já citado, é uma versão Comodoro de 1975, equipado com o motor 151 de 96 cv, torque máximo de 17,9 kgfm a 2600 rpm, velocidade final real de 155 km/h e aceleração de 0 a 100 em 17 segundos. Quanto ao consumo, 8,5 km/l na cidade e 12 km/l na estrada.

Opala antigo

Acabamento Externo

Faróis –  Redondos de lentes boleadas, embutido com recuo em uma moldura;

Setas dianteiras – Embutidas nos para – lamas;

Para – choques –  Em lâminas de aço carbono cromadas;

Faróis de neblina – Não;

Grade de ar do motor – Com frisos na horizontal, com a gravata Chevrolet ao centro;

Retrovisores Externos – Cromado;

Frisos – Filete pintado, em toda a extensão lateral do carro;

Rodas – Do Diplomata 1992;

Maçanetas – Cromadas;

Logo – “Chevrolet, no capô dianteiro;

Lanterna Traseira – Bicolor redonda, dupla na horizontal;

Bagageiro – Não;

Teto Solar – Não;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores básicos em escala circular;

Conta – giros – Não;

Acabamento do painel – Em courvin e aço;

Volante – De dois raios;

Sistema de som – Sim;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Opcional;

Ar – quente – Sim;

Luz de leitura – Não;

Relógio – Sim;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Manual basculante;

Sistema de travamento das portas – Mecânico;

Ajuste dos retrovisores externos – Manual;

Acabamento dos bancos – Em courvin;

Acabamento das portas – Em courvin, com detalhes cromados;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Sim;

Banco traseiro – Sem acessórios;

Encosto de cabeça – Para dois passageiros, embutidos nos bancos dianteiros;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Não;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Opala antigo – Do ano de 1975

Carroceria – Chevrolet Coupé;

Porte – Grande;

Portas – 2;

Motor –  2.5 151;

Cilindros – 4 em linha;

Posição – Longitudinal;

Peso Torque – 57,57 kg/kgfm;

Tração – Traseira;

Combustível – Gasolina;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Opcional para hidráulica;

Câmbio – Manual de 4 velocidades, alavanca no assoalho;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Freio a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 1100 kg;

Comprimento – 4671 mm;

Distância entre-eixos – 2667 mm;

Largura – 1758 mm;

Altura – 1359 mm;

Potência – 96 cv;

Cilindrada – 2471 cm³;

Torque máximo – 17,9 kgfm a 2600 rpm;

Potência Máxima – 4800 rpm;

Aceleração de 0 a 100 – 17 Segundos;

Velocidade máxima – 155 km/h;

Consumo: Cidade 8,5 km/l – Estrada 12 km/l;

Autonomia: Cidade 520 km – Estrada 715 km;

Porta malas – 430 Litros;

Carga útil – Não informado;

Tanque de combustível – 65 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 333.985,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

Deixe um comentário