Lada Niva 4X4 1994 um soviético de muita personalidade

Compartilhe

Valente, resistente, com pouca tecnologia digital, e um preço bem abaixo do esperado, esse era o Lada Niva 4X4, um produto da antiga União Soviética

A importação, começou através de uma empresa exportadora do Panamá, em 1990, com a abertura do mercado brasileiro para importações. Mas por Ironia do destino, 1 ano depois, em 1991, a poderosa União Soviética deixa de existir, e a marca passa a ser administrada pelos Russos.

Os dois grandes diferenciais que fizeram o Jipe Soviético, fazer tanto sucesso no Brasil, foram. A qualidade dos sistema 4X4, aliado ao conjunto motor e câmbio, bastante resistente e eficiente. A segunda virtude, era o preço, R$ 92.325,00, em valores atualizados para o primeiro semestre de 2021, seu principal concorrente, o Land Rover Defender, em valores atualizados, beirava os R$ 400.000,00.


A ideia inicial da montadora, era direcionar o Lada Niva 4X4, para o mercado cnpj e setores públicos. Mas o modelo caiu nas graças do público brasileiro, e se tornou o Offroad, mais procurado do Brasil.

Entre os anos de 1997 e 1999, ainda existiam unidades sendo importadas para o Brasil.

Curiosidade; Segundo as informações de algumas revistas automotivas da época, a chegada do Lada Niva 4X4, a judou a acelerar o fim da nossa montadora Gurgel.

Desempenho

Estabilidade –  O conjunto, carroceria, chassi e suspensão, dava ao carro uma boa estabilidade, atendendo as expectativas para um Offroad, do início da década de 1990.

Motor –  Utilizando o motor 1.6 de 73 cv, era robusto e confiável, mas o asfalto não era seu maior aliado.

Câmbio –  O câmbio manual de 5 velocidades com reduzida, era outro ponto positivo, principalmente na travessia de regiões pantanosas.

Retomadas e ultrapassagens – Mesmo com carga máxima de 305 kg, atendia as expectativas para um utilitário da época.

Consumo –  Para um utilitário de médio porte, a gasolina fazer em média 7,3 km/l na cidade, estava dentro do esperado, mais detalhes na ficha técnica no final da matéria.

Acabamento Externo

Faróis –  Faróis redondos, de lentes boleadas;

Setas dianteiras – Posicionadas acima dos faróis, com repetidores de setas nas laterais dos para – lamas;

Para – choques –  Em larga lâminas de aço carbono na cor da carroceria – Acoplado acessório de aço para proteção da grade de ar e faróis;

Faróis de neblina – Não – Mas utiliza luzes de longo alcance, fixadas acima dos para – choques dianteiros;

Grade de ar do motor – Na cor grafite em lâminas na horizontal;

Retrovisores Externos – Estilo haste com ajuste manual;

Frisos – Não;

Rodas – De de aço 175/80 R16 – Medidas originais de fábrica;

Maçanetas – Cromada;

Logo – “4X4”, na lateral do para-lama traseiro;

Lanterna Traseira – Tricolor com luz de ré;

Bagageiro – Não;

Teto Solar – Não;

Limpador do vidro traseiro – Sim;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores em escala circular;

Conta – giros – Sim;

Acabamento do painel – Em vinil e aço;

Volante – De espumado de três raios;

Sistema de som – Sim;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Não;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Não;

Relógio – Não;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Manual basculante;

Sistema de travamento das portas – Mecânico;

Ajuste dos retrovisores externos – Manual;

Acabamento dos bancos – Em vinil;

Acabamento das portas – Em vinil;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não;

Banco traseiro – Sem acessórios;

Encosto de cabeça – Para dois passageiros nos bancos dianteiros;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Sim;

Assoalho – Emborrachado;

Porta-malas – Emborrachado;

Ficha Técnica – Lada Niva 4X4 1994

Carroceria – Jipe;

Porte – Médio;

Portas – 2;

Motor – 1.6;

Cilindros – 4 em linha;

Válvulas por cilindro – 2

Posição – Longitudinal;

Combustível – Gasolina;

Potência – 73 cv;

Peso Torque – 99,3 kg/kgfm;

Cilindrada – 1570 cm³;

Torque máximo – 12 kgfm a 3200 rpm;

Potência Máxima – 5200 rpm;

Tração – Integral permanente;

Alimentação – Carburador;

Direção – Simples;

Câmbio – Manual de 5 velocidades + reduzida, com alavanca no assoalho;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Freio a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 1191 kg;

Suspensão dianteira – Independente, braço sobrepostos – Mola helicoidal;

Suspensão traseira – Eixo rígido – Mola helicoidal;

Comprimento – 3720 mm;

Distância entre-eixos – 2200 mm;

Largura – 1680 mm;

Altura – 1640 mm;

Aceleração de 0 a 100 – 21,3 Segundos;

Velocidade máxima – 130 km/h;

Consumo: Cidade 7,3 km/l – Estrada 7,8 km/l;

Autonomia: Cidade 307 km – Estrada 328 km;

Porta malas – N/D;

Carga útil – 359 kg;

Tanque de combustível – 42 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 92.325,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

Deixe uma resposta