Honda Civic EX AT 1997 Marcou a história da montadora

Sem dúvida um dos países que as montadoras mais lucram é o Brasil, com mais de 2.200.000 carros emplacados por ano, ninguém quer ficar fora da festa – Matéria Exclusiva Motor Tudo.

Com a abertura do mercado para importações após o fim da ditadura militar, houve uma invasão de importados, alguns muito bem sucedidos, como os japoneses Honda, Toyota e Nissan, outros não passaram de uma ilusão como os deficientes carros da Peugeot da década de 1990.

O Honda Civic EX AT 1997 foi o primeiro modelo da montadora japonesa a sair da linha de montagem aqui no Brasil na cidade de Sumaré, marcando o início de uma bem sucedida história – No mesmo ano a montadora também emplacou algumas unidades importadas.

Os modelos Honda e Toyota ainda não são colecionáveis muito procurados ou valiosos, mas isso já vem mudando. Alguns amantes de carros, tem unidades em excelente estado de conservação devidamente guardadas para aparecerem no mundo dos clássicos na hora certa.

Desempenho

Estabilidade –  O conjunto, carroceria, chassi e suspensão, dava ao carro uma ótima estabilidade, sem dúvida era um dos pontos fortes do carro.

O motor – Equipado com o motor 1.6 de 106 cv, torque máximo de 14,2 kgfm, era confiável, ágil e robusto.

Imagens Reginaldo de Campinas as Melhores raridades

Câmbio –  O câmbio automático de 4 marchas, era eficiente, já não trazia as limitações de alguns modelos nacionais, com trancos e falhas nas trocas.

Retomadas e ultrapassagens – Para um um motor 1.6 com injeção multiponto, com aceleração de 0 a 100 em 14 segundos, era eficiente e seguro, mesmo com câmbio automático.

Consumo –  Um motor 1.6 a gasolina injetado de um sedã médio, fazer 11 km/l na cidade era um grande feito para a época, mais detalhes na ficha técnica no final do post.

Acabamento Externo

Faróis –  Trapezoidais, com luz de longo alcance embutida na mesma lente;

Setas dianteiras – Embutidas na mesma lente dos faróis;

Para – choques –  Envolventes na cor do carro, com friso emborrachado bipartido;

Faróis de neblina – Não;

Grade de ar do motor – Embutida entre o para-choque e o capô;

Retrovisores Externos – Panorâmicos na cor do carro, com controle elétrico interno;

Frisos – Emborrachado em toda a extensão lateral;

Rodas – 185/65 R14;

Maçanetas – Na cordo carro;

Logo – “Civic”, Na tampa do porta – malas;

Lanterna Traseira – Tricolor com luz de ré;

Bagageiro – Não;

Teto Solar – Sim;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores em escala circular;

Conta – giros – Sim;

Acabamento do painel – Em vinil em tons grafite;

Volante – Espumado de quatro raios;

Sistema de som – Sim;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Sim;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Sim;

Relógio – Digital;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Elétrico;

Sistema de travamento das portas – Elétrico;

Ajuste dos retrovisores externos – Interno elétrico;

Acabamento dos bancos – Em fino tecido aveludado;

Acabamento das portas – Em vinil;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não;

Banco traseiro – Com cinto de segurança de três pontos e encosto de cabeça embutidos para dois passageiros;

Encosto de cabeça – Para quatro passageiros, sendo nos bancos dianteiros com regulagem de altura;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Sim;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Honda Civic EX AT 1997

Carroceria – Sedã;

Porte – Médio;

Portas – 2;

Motor –  Cód D16Y7 – 1.6;

Cilindros – 4 em linha;

Válvulas por cilindro – 4;

Posição – Transversal;

Combustível – Gasolina;

Potência – 106 cv;

Peso Torque – 80,63 kg/kgfm;

Cilindrada – 1590 cm³;

Torque máximo – 14,2 kgfm a 4600 rpm;

Potência Máxima – 6600 rpm;

Tração – Dianteira;

Alimentação –  Injeção Multiponto;

Direção – Hidráulica;

Câmbio – Automático de 4 marchas com alavanca no assoalho;

Embreagem – Conversor de torque;

Freios – Freio a disco ventilado nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 1145 kg;

Suspensão dianteira – Independente, braços sobrepostos – Mola helicoidal;

Suspensão traseira – Independente, braços sobrepostos – Mola helicoidal;

Comprimento – 4450 mm;

Distância entre-eixos – 2620 mm;

Largura – 1705 mm;

Altura – 1410 mm;

Aceleração de 0 a 100 – 14 Segundos;

Velocidade máxima – 165 km/h;

Consumo: Cidade 11 km/l – Estrada 14 km/l;

Autonomia: Cidade 495 km – Estrada 630 km;

Porta malas – 337 Litros;

Carga útil – Não informado;

Tanque de combustível – 45 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 110.513,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

Please follow and like us:

Deixe uma resposta