Honda CBX 750 F 1988 série especial equipe Rothmans

Compartilhe

Nas cores azul e branca com grafismos vermelho e dourado, a série especial era uma homenagem a equipe de moto GP Honda Rothmans.

O modelo CBX 7580 F, não era apenas sinônimo de eficiência e alta velocidade, mas a famosa sete galos, retratava muito bem o mercado de motos de alto custo que cada vez mais ganhava espaço no Brasil.

No final da década de 1980, o foco principal dos consumidores de veículos motorizados de alto custo, já não era mais exclusivo dos carrões de médio e grande porte, como Opala Diplomata, VW Santana e Chevrolet Monza.

A nova geração de consumidores, também investiam em motos como Yamaha RD 350, Honda CBX 750 F e as versões top de linha Agrale.

Imagens Pastore Car Collection

Ficha Técnica – Honda CBX 750 F 1988

Modelo – CBX 750 F;

Cilindradas – 747 cm³;

Motor – 4 tempos;

Cilindros – 4 em linha;

Torque máximo – 6,5 kgfm a 8000 rpm;

Suspensão dianteira – Garfo telescópico: Pneu dianteiro 100/90 H18 56H com cãmara de ar;

Suspensão Traseira – Balança oscilante de aço com amortecedor central único sistema Pro-Link: 130/80 H18 66H com câmara de ar;

Câmbio – 6 Marchas;

Freios – Freio Dianteiro: Duplo disco com pinças duplas – Traseiro: Um disco com pinça dupla;

Comprimento – 2185 mm;
Largura – 1070 mm;
altura – 1240 mm;
Distancia entre eixos – 1490 mm;

Velocidade máxima – 214 km/h;

Aceleração 0 a 100 – 5,5 segundos;

Potência máxima – 82 cv – 9500 rpm;

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros ou motos, apenas faz matérias sobre a história de veículos clássicos brasileiros.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *