Honda CB 400 II 1983 pura ostentação no início da década

Compartilhe

Uma questão de bom gosto e estilo, no início da década de 1980, a Honda CB 400 II 1983, era considerado no mundo das motos para os padrões brasileiros, um modelo de alto custo.

Empresários, comerciantes, funcionários públicos do médio e alto escalão, eram o público alvo da montadora japonesa, ter um modelo zero km na garagem definitivamente era para poucos.

O desempenho chamava bastante a atenção, com aceleração de 0 a 100 em apenas 7 segundos e velocidade final real de 160 km/h, além de um ronco inconfundível, deixavam o modelo no topo da hierarquia entre as motos nacionais.

Ficha Técnica – Honda CB 400 II 1983

Modelo – CB 400 II;

Cilindradas – 395 cm³;

Motor – 4 tempos;

Cilindros – 2 paralelos;

Posição – Transversal;

Válvulas por cilindro – 3;

Câmbio – 6 Marchas;

Freios – Dianteiro a disco, traseiro a tambor;

Comprimento – 2106 mm;
Largura – 730 mm;
altura – 1105 mm;
Distancia entre eixos – 1390 mm;

Velocidade máxima – 160 km/h;

Aceleração 0 a 100 – 7 segundos;

Potência máxima – 40 cv – 9500 rpm;

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros ou motos, apenas faz matérias sobre a história de veículos clássicos brasileiros.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *