Fusquinha, no ano de 1972 ganha nova chave de seta e emplaca 252.209 unidades

Compartilhe

O líder em vendas desde 1950, quando começou a ser importado para o Brasil, o Fusquinha no ano de 1972 continuava líder absoluto, alcança seu maior pico na história com número de unidades emplacadas em apenas 12 meses, 252.209 veículos vendidos.

Ao olhar fotos das avenidas dos grandes centros, do final da década de 1960 e início da década de 1970, fica fácil compreender a verdadeira epidemia em que o VW sedan se transformou. As imagens de época relatam um número bem superior de unidades em relação a outros modelos.

São Paulo 1973
Rio de Janeiro final da década de 1960

A unidade aqui da matéria é um VW Fusca 1300 1972, na tradicional cor Azul Pavão, o modelo passou por um processo de restauração classe “A”. Os modelos de Fusquinha produzidos na década de 1960 e início da década de 1970, durante as décadas de 1980 e 1990, se tornaram sinônimo de sucata ou veículos usados de custo muito baixo.

Uma unidade ano 1972, no meio da década de 1980, em razoável estado de conservação, custava em média R$ 3.500,00, hoje a mesma unidade devidamente restaurada, pode chegar fácil a $ 13.000,00 dólares, em valores atualizados para o segundo semestre de 2021.

Desempenho

Estabilidade – O conjunto carroceria, chassi e suspensão, era considerado atualizado para a época, com um desempenho modesto em curvas de alta e em piso molhado.

Motor – O motor Volkswagen Boxer 1300, era de manutenção descomplicada, porém o custo das manutenções de um modelo zero km, não eram tão popular como pensamos.

Câmbio – O câmbio 4 marchas era eficiente de engates precisos.

Retomadas e ultrapassagens – Atendia as expectativas para um compacto popular da década de 1970, mas com 4 adultos e porta-malas cheio, era sempre bom ficar atento em ultrapassagens em vias de mão dupla.

Consumo – Para um motor 1300 a gasolina de um modelo compacto, 8 km/l na cidade estava dentro do esperado.

Acabamento Externo

Faróis –  Redondos de lentes boleadas;

Setas dianteiras – Posicionadas sobre os para-lamas;

Para – choques –  Em lâminas de aço carbono cromados;

Faróis de neblina – Não;

Grade de ar do motor – Entrada de ar forçada na tampa do motor;

Retrovisores Externos– Estilo raquete;

Frisos – Metálico em toda a extensão lateral;

Rodas – Rodas de aço tradicionais da família VW, com lindas calotas cônicas cromadas;

Maçanetas – cromadas;

Logo – “1300” na tampa do motor;

Lanterna Traseira – Bicolor;

Bagageiro – Não;

Teto Solar – Não;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores básicos em escala circular;

Conta – giros – Não;

Acabamento do painel – Preto e aço na cor da carroceria;

Volante – De plástico injetado de dois raios e meia lua metálica para acionamento da buzina;

Sistema de som – Não;

Ventilador – N/D;

Ar – condicionado – Não;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Não;

Relógio – Não;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Manual basculante;

Sistema de travamento das portas – Mecânico;

Ajuste dos retrovisores externos – Manual;

Acabamento dos bancos – Em courvin;

Acabamento das portas – Em vinil;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não;

Banco traseiro – Sem acessórios;

Encosto de cabeça – Não;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Não;

Assoalho – Emborrachado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Fusquinha – 1300 ano 1972

Carroceria – Sedã;

Porte – Compacto;

Portas – 2;

Motor –  Volkswagen Boxer 1300;

Cilindros – 4 opostos na horizontalmente;

Válvulas por cilindro – 2;

Posição – Longitudinal;

Combustível – Gasolina;

Potência – 46 cv;

Peso Torque – 85,7 kg/kgfm;

Cilindrada – 1285 cm³;

Torque máximo – 9,1 kgfm a 2600 rpm;

Potência Máxima – 4600 rpm;

Tração – Traseira;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Simples;

Câmbio – Manual de 4 velocidades com alavanca no assoalho;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Freio a tambor nas 4 rodas;

Peso – 780 kg;

Suspensão dianteira – Independente, braços arrastados – Barra de torção;

Suspensão traseira – Independente semi-eixo oscilante – Barra de torção;

Comprimento – 4026 mm;

Distância entre-eixos – 2400 mm;

Largura – 1540 mm;

Altura – 1500 mm;

Aceleração de 0 a 100 – 30,9 Segundos;

Velocidade máxima – 118 km/h;

Consumo: Cidade 8 km/l – Estrada 12 km/l;

Autonomia: Cidade 328 km – Estrada 492 km;

Porta malas – 141 Litros;

Carga útil – 380 kg;

Tanque de combustível – 41 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 72.312,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

Deixe um comentário