Fusca 1300L 1976 A Solução Na Crise do Petróleo

carros dos anos 70 Fusca Volkswagen

Com a crise do petróleo, em 1975 a pedido do governo militar, muitos modelos nacionais tiveram a potência reduzida, o Fusca 1300L foi um deles

Se por um lado a giclagem do carburador diminuiu, para economia de combustível, por outro lado o motor havia ganho mais saúde, em 1975 chega o motor VW Boxer, com taxa de compressão de 6,8:1 e 46 CV de força, o consumo do Fusca 1300L 1976, pouco mudou.

No mesmo ano chega ao mercado seu primeiro concorrente nacional, o compacto Fiat 147, com uma estrutura mais moderna e muito econômico, o modelo da Fiat também trazia uma lista de problemas e limitações, natural de uma montadora que acabara de chegar em um país de terceiro mundo, até o início da década de 1980 o modelo VW continuou reinando absoluto.

Sem a versão 1500 em produção, a versão 1300L, voltou a assumir o posto de versão intermediária.

Desempenho

O novo motor VW boxer 1300, entregava bons 46 CV de força, atingindo velocidade final de 117 KM/h, que para um modelo refrigerado a ar popular, era um grane feito, a mecânica descomplicada e de custo baixo também era uma atrativo da época, como se dizia na década de 1970 “Para um VW a ar, qualquer alicate é ferramente e qualquer arame é peça”.

Mesmo com mais potência o consumo na estrada ficava na média de 11 Km/l, com um tanque de 41 litros, ele tinha na estrada uma autonomia de 451 KM.

Na cidade era ágil o suficiente para um modelo popular;

O conjunto carroceria, chassis e suspensão oferecia um equilíbrio a altura dos modelos da década de 1960, modesto em curvas de alta, e em retas tinha leves oscilações e vibrações.

Acabamento Externo

Frente com faróis redondos de lentes planas, embutidos em moldura cromada;

Setas dianteiras sobre os para – lamas;

Para – choques em lâminas de aço carbono, cromados;

Rodas de aço tradicionais família Fusca, com lindas calotas cromadas;

Retrovisor cromado estilo raquete;

Maçanetas cromadas;

Lanternas traseiras tricolor com Luz de ré, estilo Fuscão;

Cantoneiras cromadas, no rodapé dos para – lamas;

Grande logo “1300L” na tampa do motor;

Acabamento Interno

Painel com acabamento em plástico preto, com mostradores básicos;

Volante de plástico, em imitação de marfim, com aro cromado para acionamento da buzina, e o brasão Wolfsburg ao centro;

Acendedor de cigarros e cinzeiro embutido no painel;

Ar – quente – apenas em modelos mais específicos;

Rádio AM – Volkswagen;

Acabamento de portas em vinil;

Acabamento dos bancos em tecido em vinil;

Cinzeiros cromados na lateral dos bancos traseiros.

Assoalho e porta malas emborrachados.

Ficha Técnica – Fusca 1300L 1976

Carroceria VW;

Porte Compacto;

2 portas;

Motor VW Boxer 1300 refrigerado a ar;

Cilindros 4 opostos;

Longitudinal;

Tuchos Mecânicos;

Tração Traseira;

Combustível Gasolina;

Carburador;

Direção Simples;

Câmbio manual de 4 marchas;

Embreagem monodisco a seco;

Freios a tambor nas quatro rodas;

Peso 780 KG;

Potência 46 CV;

9,1 kgfm a 2800 rpm;

Potência Máxima 4600 RPM;

De 0 a 100 – 39,1 Segundos;

Velocidade máxima 117 KM/h;

Consumo Consumo na Cidade 7 KM/L – Estrada 11 KM/L;

Autonomia 287 KM na Cidade – 451 Km Na estrada;

Porta malas 141 Litros;

Carga útil Não informado;

Tanque de combustível 41 Litros;

Motor Tudo – Fusca 1300L 1976

Carros Clássicos Brasil – Fusca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *