Fusca 1300 L Uma versão cheia de charme

Ele chegou ao mercado na segunda metade da década de 1970, durante a crise do petróleo, e vinha com novidades de série

A versão com motor 1300 chegou em 1967 com 46 CV de força, 10 a mais que seu antecessor 1200, mas a versão Fusca 1300 L, veio em 1975, no auge da crise do petróleo o Fuscão 1500 se despedia do mercado e a lacuna deixada seria preenchida pela versão L.

Ele vinha de série com as lindas calotas cromadas, tradicionais nas versões mais requintadas dos modelos Volkswagen Boxer refrigerados a ar, Lavador de para-brisa com acionamento no pé, haste e palhetas do para-brisa pintadas de preto. O Fusca 1300 agora tem rodas de 4 furos. Motor 1300 com nova taxa de compressão 6,8:1.

Os fãs da montadora alemã torceram o nariz com a troca da versão 1500, pela 1300 L, a diferença de consumo era mínima entre os motores, apenas 1 Litro por quilômetro rodado, mesmo assim o novo modelo bateu picos de vendas entre os anos de 1975 e 1980.

Desempenho

O novo motor VW boxer 1300, entregava bons 46 CV de força, atingindo velocidade final de 117 KM/h, que para um modelo refrigerado a ar popular, era um grane feito, a mecânica descomplicada e de custo baixo também era uma atrativo da época, como se dizia na década de 1970 “Para um VW a ar, qualquer alicate é ferramente e qualquer arame é peça”.

Mesmo com mais potência o consumo na estrada ficava na média de 11 Km/l, com um tanque de 41 litros, ele tinha na estrada uma autonomia de 451 KM.

Na cidade era ágil o suficiente para um modelo popular;

O conjunto carroceria, chassis e suspensão oferecia um equilíbrio a altura dos modelos da década de 1960, modesto em curvas de alta, e em retas tinha leves oscilações e vibrações.

Acabamento Externo

Frente com faróis redondos de lentes planas, embutidos em moldura cromada;

Setas dianteiras sobre os para – lamas;

Para – choques em lâminas de aço carbono, cromados;

Rodas de aço tradicionais família Fusca, com lindas calotas cromadas;

Retrovisor cromado estilo raquete;

Maçanetas cromadas;

Lanternas traseiras tricolor com Luz de ré, estilo Fuscão;

Cantoneiras cromadas, no rodapé dos para – lamas;

Grande logo “1300L” na tampa do motor;

Acabamento Interno

Painel com acabamento em plástico preto, com mostradores básicos;

Volante de plástico, em imitação de marfim, estilo canoa;

Acendedor de cigarros e cinzeiro embutido no painel;

Ar – quente – apenas em modelos mais específicos;

Rádio AM – Volkswagen;

Acabamento de portas em vinil;

Acabamento dos bancos em tecido em vinil;

Cinzeiros cromados na lateral dos bancos traseiros.

Assoalho e porta malas emborrachados.

Ficha Técnica – Fusca 1300 L

Carroceria VW;

Porte Compacto;

2 portas;

Motor VW Boxer 1300 refrigerado a ar;

Cilindros 4 opostos;

Longitudinal;

Tuchos Mecânicos;

Tração Traseira;

Combustível Gasolina;

Carburador;

Direção Simples;

Câmbio manual de 4 marchas;

Embreagem monodisco a seco;

Freios a tambor nas quatro rodas;

Peso 780 KG;

Potência 46 CV;

9,1 kgfm a 2800 rpm;

Potência Máxima 4600 RPM;

De 0 a 100 – 39,1 Segundos;

Velocidade máxima 117 KM/h;

Consumo Consumo na Cidade 7 KM/L – Estrada 11 KM/L;

Autonomia 287 KM na Cidade – 451 Km Na estrada;

Porta malas 141 Litros;

Carga útil Não informado;

Tanque de combustível 41 Litros;

Carros Clássicos Brasil – Fusca 1300 L

Motor Tudo

Please follow and like us:

Um comentário sobre “Fusca 1300 L Uma versão cheia de charme”

  1. Sou um grande fã do trabalho de Vocês por isso resolvi fazer algumas observações que achei interessante. Eu sinto falta de uma maior ênfase na questão dos pára-choques, que de 1970 a 1976 eram ligeiramente chanfrado nas pontas, e vejo algumas reportagens inclusive com postagens de fotos de fuscas destes anos com pára-choques com as pontas retas.

Deixe uma resposta