Ford Maverick V8 GT 1974 Versão com ar condicionado

Entre os carros esportivos antigos, o modelo da Ford na versão V8 é sinônimo de força e velocidade, com ar – condicionado se tornava verdadeiramente glamouroso

Falar de muscle car, é lembrar de imediato dos modelos nacionais mais badalados da década de 1970, e um dos mais colecionáveis nos dias de hoje, como a versão Ford Maverick V8 GT 1974, em alguns casos ofereciam opcional para ar – condicionado.

Não era muito comum carros na década de 1970, saírem de fábrica com ar – condicionado, mesmo sendo modelos de alto custo, as montadoras disponibilizavam apenas nas versões top de linha com opcional, mesmo assim se você optasse por um conforto a mais, o preço do carro aumentava consideravelmente.

Com a nova geração de colecionadores, e modernos processos de restauração desde o meio da década de 1990, muitos proprietários passaram a equipar modelos antigos com ar – condicionado, atendendo a nova tendencia de mercado.

Desempenho

Mesmo pesando 1390 KG, atingia a velocidade final de 182 Km/h reais, entregando ótimos 197 CV de força;

O câmbio 4 marchas era de engates precisos, as relações não eram muito curtas, mesmo assim não perdia a esportividade;

A suspensão era eficiente, mas em curvas de alta, o modelo balançava, o problema só foi resolvido em 1976 com um novo sistema de freios e suspensão;

O sistema de freios era com discos ventilados nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras, entre 1976 e 1977, ganhou nova atualização ficando mais eficiente e seguro.

Acabamento Externo

Frente com faróis redondos, de lentes boleadas, embutidos em uma moldura cromada;

Grade de ar com frisos em linha;

Faróis de neblina embutidos na grade de ar;

Para – choques em lâminas de aço, cromados;

Setas dianteiras abaixo do para – choque;

Brasão Ford Maverick, na grade de ar do motor;

Faixa preta em toda a extensão lateral, com o logo “302 – V8”;

Maçanetas cromadas;

Retrovisores estilo GT, com ajuste manual;

Faixa preta esportiva, sobre o capô dianteiro;

Rodas de aço família Ford, com grandes calotas cromadas;

Lanternas traseiras bicolor, com luz de ré, embutida em uma moldura cromada.

Acabamento Interno

Painel preto em vinil, moderno e de fácil visualização, com conta – giros e relógio analógico, próximo a alavanca de marchas;

Acendedor de cigarros;

Cinzeiro embutido no painel;

Rádio AM Ford/Philco;

Volante esportivo de dois raios, com revestimento em couro costurado a mão;

Ventilador;

Ar – quente;

Ar – condicionado;

Acabamento de bancos e portas em vinil, imitação de couro, ” Acabamento Dixie”.

Acionamento dos vidros manual basculante;

Assoalho acarpetado;

Porta malas com forração emborrachada ou acarpetada.

Ficha Técnica – Ford Maverick V8 GT 1974

Carroceria coupé;

Porte Grande;

2 portas;

Motor Ford Windsor 302 4.9;

Cilindros 8 em V;

Longitudinal;

Tuchos Hidráulicos;

Tração traseira;

Combustível Gasolina;

Carburador;

Direção hidráulica;

Câmbio manual de 4 marchas;

Embreagem monodisco a seco;

Freios a disco ventilado nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso 1390 KG;

Potência 197 CV;

39,5 kgfm a 2400 rpm.

Potência Máxima 4600 RPM;

De 0 a 100 – 10,8 Segundos;

Velocidade máxima 182 KM/h;

Consumo na Cidade 4,5 KM/L – Estrada 6 KM/L;

Autonomia: Cidade 450 KM – Estrada 600 KM;

Porta malas 417 Litros;

Carga útil Não informado;

Tanque de combustível 100 Litros;

Preço atualizado Não Informado;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária.

Motor Tudo – Ford Maverick V8 GT 1974

Carros esportivos antigos – Maverick GT

Um comentário sobre “Ford Maverick V8 GT 1974 Versão com ar condicionado”

  1. Invocado. Lindo carro. Parabéns à Século 20 pelo lindo modelo, conservado em estado de zero quilômetro! Foi um dos carros com os quais sonhei nas décadas de 1970, 1980 e 1990. Eram os três: Dodge V8, o “Dojão”, o Opala e o Maverick. Quase comprei o Opala seis cilindros, usado, que era o que meu bolso comportava, mas como o índice de furtos era elevado, e o seguro alto, optei por um Kadett 1.8 EFI, um dos melhores carros que já tive. Foi uma excelente compra mesmo, embora tenha deixado de lado o meu sonho do Opala Diplomata seis bocas.

Deixe uma resposta