Ford Maverick GT 6 Cilindros 1974 a versão Comportada do Super Esportivo

carros dos anos 70 Ford Maverick muscle car

De olho na crise do petróleo, e no sucesso do concorrente Opala, a Ford tratou de colocar no mercado uma versão mais light do Maverick GT, com um preço menos salgado, e menor consumo de combustível

No final da primeira metade da década de 1970, o Chevrolet Opala nas versões 4 e 6 cilindros, passou a dominar o mercado dos Muscle Cars nacionais, a intenção da Ford com o Maverick GT 6 cilindros 1974, era criar uma versão mais barata e que consumisse menos combustível, mas nem tudo saiu como o esperado.

O preço de compra e manutenções preventivas e corretivas, realmente ficou bem mais em conta que as versões V8, Luxo e GT, mas o consumo de combustível, nada mudou, para se ter uma ideia, a versão 6 cilindros fazia na cidade 5 KM/L, e a 8 Cilindros 4,5 KM/L, na prática não existia economia, mas no desempenho a diferença era gritante.

A versão GT V8 ia de 0 a 100 em ótimos 10,8 segundos, em quanto a versão GT 6 cilindros ia de 0 a 100 em eternos 20,8 segundos, infelizmente a diferença de desempenho não refletia na economia no dia a dia.

Desempenho

O motor Ford BF- 184 de 3.0 litros era confiável e roncava forte, atingindo velocidade final de 156 KM/h.

O câmbio 4 marchas era de engates precisos, mesmo em trocas rápidas de marchas, as relações não eram muito curtas, mesmo assim não perdia a esportividade.

A suspensão era eficiente, mas em curvas de alta, o modelo balançava, o problema só foi resolvido em 1976 com um novo sistema de freios e suspensão;

O sistema de freios era outro grave problema, a tambor nas 4 rodas, mesmo sem tanta potência, em freadas repentinas, principalmente com piso molhado o carro sempre escolhia um lado para puxar, o problema só foi resolvido em 1976 com sistema de freios a disco ventilado.

O consumo de combustível que era um problema nos V8, continuava o mesmo no 6 cilindros.

O conjunto, carroceria, suspensão e chassis, era muito eficiente, mas sem os freios corretos, o carro ficava instável.

Acabamento Externo

Frente com faróis redondos, de lentes boleadas;

Grade de ar na vertical;

Faróis de neblina embutidos na grade de ar – Opcional;

Para – choques em lâminas de aço carbono cromados;

Setas dianteiras abaixo do para – choque;

Maçanetas cromadas;

Retrovisores estilo GT, com ajuste manual, na cor preto;

Rodas de aço família Ford, com grandes calotas cromadas;

Lanternas traseiras bicolor, com luz de ré, embutida em uma moldura cromada.

Acabamento Interno

Painel preto em vinil, moderno e de fácil visualização, sem conta – giros;

Acendedor de cigarros;

Cinzeiro embutido no painel;

Rádio AM Ford/Philco – Opcional;

Volante esportivo de três raios, com revestimento em couro costurado a mão;

Ventilador;

Ar – quente;

Acabamento de bancos e portas em vinil, imitação de couro, sem encosto de cabeça;

Acionamento dos vidros manual basculante;

Assoalho acarpetado e porta malas acarpetados;

Ficha Técnica – Ford Maverick GT 6 cilindros 1974

Carroceria coupé;

Porte Grande;

2 portas;

Motor BF – 184 – 3.0;

Cilindros 6 em linha;

Longitudinal;

Tuchos Hidráulicos;

Tração traseira;

Combustível Gasolina;

Carburador;

Direção simples;

Câmbio manual de 4 marchas;

Embreagem monodisco a seco;

Freios a nas quatro rodas;

Peso 1340 KG;

Potência 112 CV;

22,6 kgfm a 2000 rpm;

Potência Máxima 4400 rpm;

De 0 a 100 – 20,8 Segundos;

Velocidade máxima 156 KM/h;

Consumo na Cidade 5 KM/L – Estrada 6,5 KM/L;

Autonomia: Cidade 325 KM – Estrada 422,5 KM.

Porta malas 417 Litros;

Carga útil Não informado;

Tanque de combustível 65 Litros;

Motor Tudo = Ford Maverick GT 6 cilindros 1974

Carros Clássicos Brasil – Ford Maverick.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *