Ford Galaxie 500 1979 Ultimo ano de produção

O versão Landau já dominava a preferencia dos fãs da montadora aqui no Brasil, aliado a queda nas vendas de modelos de grande porte, o fim do Galaxie 500 era inevitável

O Ford Galaxie 500 1979, chega ao seu último ano de produção coincidindo com a data comemorativa dos 60 anos da Ford no Brasil, a versão menos requintada que o Landau, vinha de série com menos itens cromados, sem ar – condicionado, calotas ainda com visual anos 60 e um acabamento interno mais modesto.

Nó último ano da década de 1970, a Família Ford Landau recebeu atualizações importantíssimas, como ignição eletrônica e alternador de alta capacidade, mas o Galaxie 500 em seu último ano de produção ainda amargou o sistema de platinado e alternador simples, “dínamo”.

A Ford diminuiu consideravelmente o preço nas concessionárias das últimas unidades, transformando em uma boa relação custo benefício, principalmente para quem tinha dinheiro em custear, combustível e manutenção de um carro de auto custo.

Desempenho

O motor Ford Windsor 302, ainda era um motor atualizado e muito eficiente, mesmo sem o up-grade recebido pela versão Landau.

Na cidade era relativamente ágil para um carro de quase duas toneladas, indo de 0 a 100 em 16,34 segundos.

Na estrada ainda era o navegador silencioso, com uma ótima velocidade de cruzeiro, se mantendo por longos períodos em velocidades acima de 140 Km/h sem oscilações.

A direção hidráulica ainda era um ponto fraco, excessivamente macia, tirando a precisão em altas velocidades.

O conjunto carroceria, chassis e suspensão, dava ao carro um bom equilíbrio, mas em curvas de alta os balanços repentinos deixavam o motorista mais atento.

Acabamento Externo

Frente com faróis duplos redondos na horizontal, com lentes boleadas, embutidos com recuo.

Grade de ar do motor com frisos na vertical pretos.

Setas dianteiras embutidas no para – lama.

Logo “Galaxie” na coluna traseira do teto.

Para – choque em largas lâminas de aço cromados.

Retrovisores metálicos, cromados, pequenos para um carro muito grande.

Rodas de aço tradicionais Ford 215/70 R15, com grandes e elegantes calotas cromadas, estilo anos 1960.

Pneus de faixa branca.

Maçanetas cromadas.

Teto em vinil preto fosco.

Friso lateral cromado em toda a extensão do carro.

Lanternas traseiras quadradas na horizontal, em cor única, com luz de ré embutida no para – choque.

Logo “Galaxie 500” na tampa do porta – malas.

Acabamento Interno

Painel em escala horizonte, estilo USA + relógio analógico.

Radio toca fitas AM/FM Ford / Philco.

Volante de plástico injetado, de 4 raios, estilo executivo.

Alavanca do câmbio na coluna de direção.

Ventilador.

Ar – quente.

Acendedor de cigarros.

Cinzeiro embutido no painel.

Acabamento de portas em vinil preto, sem detalhes cromados ou em vinil preto.

Acabamento dos bancos em tecido preto aveludado.

Acionamento dos vidros, manual basculante.

Cinzeiros cromados, nas portas traseiras.

Luz de leitura.

Luz de sinalização no roda pé das portas.

Assoalho e porta malas acarpetados.

Ficha Técnica – Ford Galaxie 500

Carroceria sedã.

Porte Grande.

4 portas.

Motor Windsor 302 4.9 V8.

Cilindros 8 em V.

Longitudinal.

Tuchos Hidráulicos.

Tração Traseira.

Combustível Gasolina.

Carburador.

Direção Hidráulica.

Câmbio automático de 3 marchas.

Embreagem monodisco a seco.

Freios a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras.

Peso 1838 KG.

Potência 199 CV.

39,8 kgfm a 2400 rpm.

Potência Máxima 4600 RPM.

De 0 a 100 – 16,4 Segundos.

Velocidade máxima 160 KM/h.

Consumo na Cidade 3 KM/L – Estrada 5 KM/L.

Autonomia: Cidade 428 KM – Estada 642 KM.

Porta malas 400 Litros.

Carga útil Não informado.

Tanque de combustível 107 Litros.

Motor Tudo – Ford Galaxie 500 1979

Carros Clássicos Brasil – Galaxie – Landau

Deixe uma resposta