Fiat Panorama 1984 a perua compacta da montadora italiana na década de 1980

Ela chegou no mercado em 1980, junto com o modelo Chevrolet Marajó, ambas de olho no mercado das peruas compactas que crescia no Brasil

O comércio de peruas crescia no Brasil, a VW já estava na segunda geração do VW Variant, o modelo médio da Ford também crescia no mercado, a Chevrolet lança em 1980 sobre a plataforma do Chevette, a Marajó, e a montadora italiana coloca no mercado o Fiat Panorama.

Para muitos era o patinho feio entre as peruas nacionais, mas o modelo durou 6 anos, atingindo seu auge em 1984. No estado de MG era bastante comum ver a SW 147, em serviços públicos, entre os anos de 1984 e 1986, a polícia Militar de MG, utilizou o modelo como ambulância em suas instalações médicas.

No ano de 1985 um tenente da polícia Militar de MG, “Antônio César”, precisou de um tratamento médico que só existia na cidade de Santos SP, um Fiat Panorama 0 km, fez a viagem entre as cidades de Montes Claros e Santos, ida e volta ao menos duas vezes, na época a viagem demorava em média 18 h, segundo o relato do motorista, ele só precisava para para abastecer o carro foi valente em todas as viagens.

Mas em aeroportos, rodoviárias de MG e diversos outros estados, era bastante comum ver um Fiat Panorama em ação, ágil econômico, resistente, além de ser um dos carros nacionais mais baratos.

Desempenho

Estabilidade –  O conjunto, carroceria, chassi e suspensão, entregavam um bom desempenho para um compacto da época.

Motor –  Utilizando o motor Fiat Fiasa 1.3 de 62 CV, era confiável, bastante elástico, mas com 5 adultos e porta malas cheio perdia bastante fôlego.

Câmbio –  O câmbio de 5 velocidades era resistente, mas em engates rápidos não tinha muita precisão.

Retomadas e ultrapassagens – Quando vazio era eficiente e rápido, com carga máxima, era bom o motorista negociar bem as ultrapassagens.

Consumo –  A família Fiat 147, era a mais econômica da década de 1980.

Acabamento Externo

Faróis –  Retangulares, tendência para a década de 1980.

Setas dianteiras – Embutidas em um mesmo conjunto com os faróis;

Para – choques –  Envolventes na cor grafite;

Faróis de neblina – Não;

Grade de ar do motor – De plástico na cor grafite;

Retrovisor Externo – Satélite, com ajuste manual;

Frisos – Emborrachados, em toda a extensão do carro com, com o logo “1300”.

Rodas – Rodas de aço da família 147 145/80 R13;

Maçanetas – Na cor grafite;

Logo – “Panorama CL” na tampa do porta malas;

Lanterna Traseira – Tricolor com luz de ré;

Bagageiro – Não;

Teto Solar – Não;

Limpador do vidro traseiro – Sim;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores básicos em escala quadrada;

Conta – giros – Não;

Acabamento do painel – Em vinil;

Volante – Plástico injetado de dois raios;

Sistema de som – Não;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Não;

Ar –  quente – Não;

Luz de leitura – Não;

Relógio – Não;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Manual basculante;

Sistema de travamento das portas – Mecânico;

Ajuste dos retrovisores externos – Manual;

Acabamento dos bancos – Em vinil;

Acabamento das portas – Em vinil;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não;

Banco traseiro – Sem acessórios;

Encosto de cabeça – Para dois passageiros;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Sim;

Assoalho – Emborrachado;

Porta-malas – Emborrachado;

Ficha Técnica – Fiat Panorama 1.3 1984

Carroceria – SW;

Porte – Compacto;

Portas – 2;

Motor – Fiasa 1.3;

Cilindros – 4 em linha;

Posição – Transversal;

Peso Torque – 73,57 kg/kgfm;

Tração – Dianteira;

Combustível – Álcool;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Simples;

Câmbio – Manual de 5 velocidades, alavanca no assoalho;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Freio a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 846 KG;

Comprimento – 3924 mm;

Distância entre-eixos – 2225 mm;

Potência – 62 CV;

Cilindrada – 1297 cm³;

Torque máximo – 11,5 kgfm a 3000 rpm;

Potência Máxima – 5200 RPM;

Aceleração de 0 a 100 – 17,6 Segundos;

Velocidade máxima – 146 km/h;

Consumo: Cidade 8,3 km/l – Estrada 12,9 km/l;

Autonomia: Cidade 439,9 km – Estrada 683,7 km;

Porta malas – 669 Litros;

Carga útil – Não Informado;

Tanque de combustível – 53 Litros;

Valor atualizado Aproximado – Não informado.

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

Please follow and like us:

Deixe uma resposta