Del Rey Série Ouro 84 O último ano do motor Cléon Fonte

1984 também marcou o último ano das versões Série Prata e Série Ouro, e o fim da tradicional frente quadrada

A versão Del Rey Série Ouro 84, marcou o fim da primeira geração do médio da Ford, o carro foi o marco definitivo na transição dos muscle cars, para os modelos médios no início da década de 1980.

Quem viveu a época ou estudou a fundo a história da industria automobilística da década de 1980, com certeza sabe do sucesso estratosférico que o lançamento do Ford Del Rey fez em 1981.

Na prática o carro era um Corcel sedã, mas com um suspensão diferenciada e um acabamento estilo executivo. O modelo chamou muito a atenção do público brasileiro e se tornou o carro mais desejado e roubado entre os anos de 1981 e 1982.

No final da primeira metade da década de 1980, o motor Cléon Fonte ganha mais potência vai de 69 CV de força, que deixava o carro lento indo de 0 a 100 em 21,6 segundos, para 73 CV, o novo upgrade deixou o Del Rey mais esperto, indo de 0 a 100 em 17,2 segundos, no ano seguinte em 1985 ganharia um novo upgrade e seria rebatizado de CHT 1.6.

Desempenho

Estabilidade –  O conjunto, carroceria, chassi e suspensão, ainda era muito eficiente e atualizado para a época, mas a suspensão muito macia, deixava o carro instável em curvas de alta.

Motor –  Utilizando o motor Cléon Fonte de 73 CV, deixava o Del Rey dentro dos padrões para um compacto ou médio da época.

Câmbio –  O câmbio de 5 velocidades, era eficiente, macio nas trocas, mesmo em trocas mais rápidas mantinha uma boa performance, o ponto negativo ficava para o barulho que o engate da ré fazia, nada normal para um carro de luxo.

Retomadas e ultrapassagens – Para a primeira metade da década de 1980, estava dentro dos padrões, seguro e eficiente.

Consumo –  Na versão 1.6 a álcool, tinha um consumo considerado dentro dos padrões par a época, 12,1 KM/L na estrada, mas com 5 adultos e porta malas cheio o consumo aumentava mais do que esperado.

Acabamento Externo

Faróis –  Retangular de lentes planas.

Setas dianteiras – Embutidas em um mesmo conjunto com os faróis;

Para – choques –  Em lâminas de aço carbono cromados, com friso emborrachado, dando um visual esporte fino;

Faróis de neblina – Posicionados abaixo do para – choque dianteiro;

Grade de ar do motor – De alumínio, com frisos na vertical, e o logo Ford estampado;

Retrovisores – Satélites com controle elétrico interno;

Frisos – Emborrachado com detalhes cromados em toda a extensão lateral do carro, e o logo “OURO” logo acima;

Rodas – Rodas de liga leve de três furos 185/70 R13;

Maçanetas – Cromados;

Logo – “Del Rey” na tampa do porta malas;

Lanterna Traseira – Tricolor com luz de ré;

Bagageiro – Não;

Teto Solar – Não;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento Interno e Equipamentos

Painel – Com diversos mostradores em escala circular + conta – giros;

Acabamento do painel – Em vinil na cor marrom;

Volante – Espumado de dois raios;

Sistema de som – Rádio toca fitas AM/FM Ford Philco;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Opcional;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Sim;

Relógio – Digital no teto;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Elétrico;

Sistema de travamento das portas – Elétrico;

Ajuste dos retrovisores externos – Elétrico Interno;

Acabamento dos bancos – Em tecido marrom aveludado;

Acabamento das portas – Aveludado com detalhes acarpetado;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Sim;

Banco traseiro – Sem acessórios;

Encosto de cabeça – Para dois passageiros;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Sim;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Del Rey Série Ouro 84

Carroceria – Sedã;

Porte – Médio;

Portas – 2;

Motor – Cléon Fonte 1.6;

Cilindros – 4 Em linha;

Posição – Longitudinal;

Tuchos – Mecânicos;

Tração – Dianteira;

Combustível – Álcool;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Simples;

Câmbio – Manual de 5 velocidades, alavanca no assoalho;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Freio a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 1006 KG;

Comprimento – 4498 mm;

Distância entre-eixos – 2438 mm;

Potência – 73 CV;

Cilindrada – 1555 cm³;

Torque máximo – 11,9 kgfm a 3600 rpm;

Potência Máxima – 5200 RPM;

Aceleração de 0 a 100 – 17,1 Segundos;

Velocidade máxima – 153 KM/h;

Consumo: Cidade 7,9 KM/L – Estrada 12,1 KM/L;

Autonomia: Cidade 450,3, KM – Estrada 689,7 KM;

Porta malas – 328 Litros;

Carga útil – Não Informado;

Tanque de combustível – 57 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 121.956,00.

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

Please follow and like us:

Deixe uma resposta