Chevrolet Marajó SL 1.6/S 1989 o SW mais barato do país

Em seu último ano de produção, entregava uma ótima relação custo benefício, além de ser o SW mais barato do mercado nacional, era confiável e muito eficiente.

Como já citei em outros posts, os anos de 1988 e 1989, foram marcados por mudanças mais significativas no acabamento dos modelos nacionais compactos, principalmente na família Fiat Uno / Prêmio e VW BX.

Já a família Chevette teve mudanças menos significativas no acabamento, a partir de 1987, novo painel e novos para – choques, mas a versão Chevrolet Marajó SL 1.6/S 1989 se destacava pela ótima relação custo benefício.

No final da década de 1980, a família Chevette já estava desatualizada, em relação aos seus principais concorrentes, mesmo assim ainda mordia uma boa fatia do mercado dos compactos, o último ano da década de 1980, marcou o fim da produção da unica perua compacta nacional com tração traseira, mas a saga do modelo sedã, ainda duraria até 1993 / 1994.

Desempenho

Como já citado, era o único modelo SW compacto no Brasil com tração traseira, deixava o carro divertido de dirigir, e com um peso muito bem distribuído.

Os 73 CV de força deixavam o modelo com um bom desempenho na cidade, a tração traseira e o câmbio com uma terceira marcha alongada, exigiam poucas trocas de marchas na área urbana.

A caixa de direção era a mais macia do mercado, mesmo sem sistema hidráulico, era fácil de manobrar na cidade e precisa na estrada.

Na estrada era seguro em ultrapassagens, mas pouco eficiente em retomadas, indo de 0 a 100 em 15,6 segundos.

A estrutura tinha um peso muito bem distribuído, com tração traseira e uma suspensão eficiente, era muito bom de curvas de alta, mesmo com piso molhado.

Acabamento Externo

Frente com faróis chanfrados de lentes planas, embutidos em um mesmo conjunto com as setas.

Grade de ar do motor de plástico preto, com a gravata Chevrolet ao centro.

Para – choques com acabamento de plástico com friso metálico.

Friso lateral emborrachado, com o logo “Marajó SL”.

Retrovisor panorâmico com controle mecânico interno.

Maçanetas metálicas na cor preto.

Rodas de aço tradicionais família Chevette 175/70 R13.

Logo “1.6/S” na tampa do porta malas.

Lanternas traseiras tricolor, com luz de ré, bonitas e eficientes.

Acabamento Interno

Painel em vinil cinza claro, com mostradores básicos em escala circular + relógio analógico.

Volante espumado de dois raios.

Ventilador de três velocidades.

Acendedor de cigarros e cinzeiro embutidos no painel.

Acabamento das portas em vinil preto.

Acabamento dos bancos em tecido preto com detalhes brancos.

Acabamento dos bancos em tecido plástico.

Encosto de cabeça com regulagem de altura nos bancos dianteiros.

Ajuste interno mecânico dos retrovisores.

Assoalho e porta malas acarpetados.

Desembaçador elétrico do vidro traseiro.

Ficha Técnica – Chevrolet Marajó SL 1.6/S 1989

Carroceria SW.

Porte Compacto.

2 portas.

Motor Chevrolet 1.6/S.

Cilindros 4 em linha.

Longitudinal.

Tuchos Mecânicos.

Tração traseira.

Combustível Gasolina.

Carburador.

Direção Simples.

Câmbio manual de 5 marchas.

Embreagem monodisco a seco.

Freios a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas  traseiras.

Peso 986 KG.

Potência 73 CV.

12,2 kgfm a 3000 rpm.

Potência Máxima 5200 RPM.

De 0 a 100 – 15,6 Segundos.

Velocidade máxima 150 KM/h.

Consumo Consumo na Cidade 9 KM/L – Estrada 13 KM/L.

Porta malas 469 Litros.

Carga útil – 450 kg.

Tanque de combustível 62 Litros.

Valor atualizado Aproximado – R$ 57.345,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

Please follow and like us:

2 comentários sobre “Chevrolet Marajó SL 1.6/S 1989 o SW mais barato do país”

  1. Limpando um galpão em casa, tirando coisas velhas, largadas ao tempo, encontrei baixo de tudo isso, dois carros, um deles é uma Marajó completa, que resultou ser de um pariente que largo ali faz muitos anos. Só maginem a surpresa, ela está em um estado bastante bom, sem ferrugem e completa. Agora penso se tirar de ali e reformar.

Deixe uma resposta