Chevrolet C14 a Picape de coroné da década de 1970

O Brasil vivia uma época em que os modelos de picapes médias, conseguiam atender todos os seguimentos de negócios e tipos de terrenos

O Chevrolet C14, ficou conhecido no interior do Brasil, principalmente em pequenas cidades da zona rural, como o carro de coroné, termo usado para grandes fazendeiros ligados diretamente a política local.

Em áreas mais inóspitas, atoleiros, regiões rochosas e manguezais o modelo mais indicado de utilitários ainda eram os Rural Willys e Picapes Willys 4 x 4, já para o médio e pequeno comerciante dos grandes centros, o Volkswagen Kombi Picape era uma ótima opção, mais barato, mecânica descomplicada, e com muita autonomia de rodagem no asfalto urbano.

Cidades do interior com estradas de chão batido, a famosa zona rural, com sítios e fazendas, o Chevrolet C14 caía como uma luva, não era um modelo de baixo custo, mas o melhor custo benefício para os fazendeiros e donos de propriedades rurais.

Desempenho

Estabilidade –  O conjunto, carroceria, chassi e suspensão, era eficiente para cumprir o papel de um utilitário na zona rural da de´cada de 1970.

Motor –  Utilizando o motor  Chevrolet 4.3 de 151 CV de força, era ideal para a zonal rural e subidas de ruas pavimentadas com paralelepípedos.

Câmbio –  O câmbio de 3 velocidades não era dos mais eficiente, cumpria bem seu papel como um utilitário, mas após 12 ou 24 meses de uso as manutenções na alavanca de marchas na coluna de direção se tornavam uma constante.

Retomadas e ultrapassagens – Para um utilitário das décadas de 1970, cumpria seu papel, mas com carga máxima de 750 kg, era bom negociar bem as ultrapassagens.

Consumo –  Para um motor de 6 cilindros ainda com tecnologia das décadas de 1960/1970 fazer 4 ou 5 km/l era considerado dentro do esperado.

Acabamento Externo

Faróis –  Redondos de lentes boleadas, embutidos em uma moldura cromada.

Frisos – Não;

Rodas – De aço tradicionais família Chevrolet com calotas cônicas, cromadas;

Maçanetas – Cromadas;

Logo – “Chevrolet” na tampa da carroceria;

Lanterna Traseira – Vermelho sem luz de ré;

Bagageiro – Opção de carroceria de aço ou de madeira;

Teto Solar – Não;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores básicos em escala circular;

Conta – giros – Não;

Acabamento do painel – Em metal na cor da carroceria, e molduras cromadas nos mostradores;

Volante – De plástico injetado de dois raios, e meia lua metálica para o acionamento da buzina;

Sistema de som – Opcional;

Ventilador – Não;

Ar – condicionado – Não;

Ar –  quente – Não;

Luz de leitura – Não;

Relógio – Não;

Acendedor de cigarros – N/D;

Cinzeiro – N/D;

Acionamento dos vidros – Manual basculante;

Sistema de travamento das portas – Mecânico;

Ajuste dos retrovisores externos – Manual;

Acabamento dos bancos – Em vinil;

Acabamento das portas – Em vinil;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não;

Banco traseiro – Não;

Encosto de cabeça – Não;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Não;

Assoalho – Emborrachado;

Porta-malas – Carroceria em madeira ou aço;

Ficha Técnica – Chevrolet C14 1974

Carroceria – Picape;

Porte – Médio;

Portas – 2;

Motor – Chevrolet 4.3L;

Cilindros – 6 em linha;

Posição – Longitudinal;

Peso Torque – 59,28 kg/kgfm;

Tração – Traseira;

Combustível – Gasolina;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Simples;

Câmbio – Manual de 3 velocidades, alavanca na coluna de direção;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Tambor nas quatro rodas;

Peso – 1570 kg – Sem carroceria;

Comprimento – 4847 mm;

Distância entre-eixos – N/D;

Potência – 151 CV;

Cilindrada – 4293 cm³;

Torque máximo – 32,9 kgfm a 2400 rpm;

Potência Máxima – 3800 RPM;

Aceleração de 0 a 100 – 31 Segundos;

Velocidade máxima – 121 km/h;

Consumo: Cidade 5 KM/L – Estrada 6 km/l;

Autonomia: Cidade 380 km – Estrada 520 km;

Porta malas – N/D;

Carga útil – 750 kg;

Tanque de combustível – 88 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 131.000,00.

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

Please follow and like us:

Deixe uma resposta