Chevette SL 1.6/S 1989 Um verdadeiro herói

Compartilhe

Em meio aos modernos VW Voyage e Fiat Prêmio, o Chevette SL 1.6/S 1989, ainda tinha um público fiel, e um bom número de unidades emplacadas, que fizeram a montadora Chevrolet manter seu compacto em produção.

Além de ser o modelo nacional mais barato, ainda oferecia manutenções preventivas e corretivas de menor custo, e uma mecânica bastante simples e confiável.

Muita gente se pegunta qual era o perfil de público que ia as concessionárias comprar um modelo zero km? Homens e mulheres com idades acima de 45 anos, que viveram as década de 1970 e 1980 e já haviam experimentado o modelo no passado, e que buscavam um veículo confiável e com preço acessível.

Desempenho

Estabilidade –  O conjunto, carroceria, chassi e suspensão, dava ao carro uma ótima estabilidade, com um peso muito bem distribuído e tração traseira, era muito eficiente em curvas de alta, em retas em velocidades acima de 140 km/h, se mantinha bastante equilibrado.

Motor –  Utilizando o motor Chevrolet 1.6/S com dupla carburação, era eficiente na cidade e bastante confiável, mas o ponto negativo ficava para pouca elasticidade do conjunto motor e câmbio.

Câmbio –  O câmbio manual de 5 velocidades, tinha engates precisos e macios, e exigia poucas trocas de marchas na área urbana, permitindo ao motorista ficar em longos períodos na terceira marcha em baixa rotação.

Retomadas e ultrapassagens – Cumpria com seu papel para um carro popular da década de 1980, com aceleração de 0 a 100 em 14 segundos.

Consumo –  Para um motor 1.6 a álcool com dupla carburação, 10,4 km/l na cidade era uma boa média para o final da década de 1980, mais detalhes na ficha técnica no final do post.

Acabamento Externo

Faróis –  Faróis quadrados de lentes planas;

Setas dianteiras – Embutidas no mesmo conjunto com as setas;

Para – choques –  Em aço carbono na cor grafite com um fino friso metálico;

Faróis de neblina – Não;

Grade de ar do motor – De plástico na cor grafite, com frisos na horizontal;

Retrovisores Externos – Panorâmicos com ajuste manual;

Frisos – Emborrachado em toda a extensão lateral com o logo “Chevette SL”;

Rodas – De aço 175/70 R13;

Maçanetas – Na cor grafite;

Logo – “1.6/S”, Na tampa do porta – malas;

Lanterna Traseira – tricolor com luz de ré;

Bagageiro – Não;

Teto Solar – Não;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores básicos em escala circular;

Conta – giros – Não;

Acabamento do painel – Em vinil na cor marrom;

Volante – Espumado de dois raios;

Sistema de som – Opcional;

Ventilador – Sim;

Ar – condicionado – Não;

Ar –  quente – Sim;

Luz de leitura – Não;

Relógio – Analógico no centro do painel;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Manual basculante;

Sistema de travamento das portas – Mecânico;

Ajuste dos retrovisores externos – Manual;

Acabamento dos bancos – Em tecido;

Acabamento das portas – Em vinil beje e detalhe acarpetado;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Não;

Banco traseiro – Sem acessórios;

Encosto de cabeça – Para dois passageiros com ajuste de altura nos bancos dianteiros;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Sim;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Chevette SL 1.6/S 1989

Carroceria – Sedã;

Porte – Compacto;

Portas – 2;

Motor –  Chevrolet 1.6;

Cilindros – 4 em linha;

Posição – Longitudinal;

Combustível – Álcool;

Potência – 73 CV;

Peso Torque – 72,22 kg/kgfm;

Cilindrada – 1599 cm³;

Torque máximo – 12,6 kgfm a 3200 rpm;

Potência Máxima – 5200 rpm;

Tração – Traseira;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Simples;

Câmbio – Manual de 5 velocidades com alavanca no assoalho;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Freio a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 910 kg;

Suspensão dianteira – Independente, braços sobrepostos – Mola helicoidal;

Suspensão traseira – Eixo rígido, barra Panhard – Mola helicoidal;

Comprimento – 4193 mm;

Distância entre-eixos – 2395 mm;

Largura – 1570 mm;

Altura – 1324 mm;

Aceleração de 0 a 100 – 14,1 Segundos;

Velocidade máxima – 151,3 km/h;

Consumo: Cidade 10,4 km/l – Estrada 13,7 km/l;

Autonomia: Cidade 603,2 km – Estrada 794,6 km;

Porta malas – 362 Litros;

Carga útil – 420 kg;

Tanque de combustível – 58 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 44.652,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

About the author

Comments

  1. TIVE UM DA MESMA COR. IMPECÁVEL, LEMBRO Q PAREI UMA VEZ EM FRENTE A UMA CONSTRUÇÃO E O ENGENHEIRO SAIU DA OBRA PERGUNTANDO DE QUEM ERA O CARRO, ME APRESENTEI. ELE QUERIA COMPRAR E FEZ SUA PROPOSTA. NÃO ACEITEI E O CARA FICOU ME LIGANDO POR UMA SEMANA QUERENDO ME PAGAR UM VALOR ACIMA DO MERCADO. ENFIM, VENDI E ME ARREPENDO ATÉ HOJE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *