Chevette SL 1.6 1985 OS primeiros sinais de desatualização

Em 1980 ele foi o líder nacional em vendas, mas entre os anos de 1981 e 1984, o Chevette disputou o mercado palmo a palmo com o VW Voyage, e em 1985 o modelo Chevrolet deu seus primeiros sinais de cansaço

O Chevette SL 1985 foi a versão compacta mais vendida da família Chevrolet naquele ano, mas o lançamento do moderno Fiat Prêmio e a chegada do câmbio 5 marchas no VW Voyage, fizeram o sedã compacto Chevrolet no ano seguinte despencar nas vendas.

O modelo da Fiat trazia para o mercado uma nova proposta, uma ótima posição de dirigir, baixo nível de ruído interno, e na versão CS 1.5, conta – giros, opcional para vidros elétricos e um motor bastante elástico e com um torque bem suave.

Já o VW Voyage trazia em 1985 nova atualização para o motor MD-270 1.6 e o tão sonhado câmbio 5 marchas, imediatamente o Chevette se tornou um modelo desatualizado.

Mesmo assim o Chevette SL 1.6 1985 era uma ótima opção de comprar, manutenção barata e descomplicada, oferecia um ótimo acabamento interno, baixo consumo de combustível e se tornou o sedã compacto mais barato do Brasil.

Desempenho

Estabilidade – O conjunto, carroceria, chassi e suspensão, ainda era muito eficiente e atualizado para a época, seguro em curvas de alta, e sem balanços em retas em velocidades acima de 120 KM/h.

Motor – Utilizando o motor 1.6 Chevrolet de 72 CV, era robusta e porém o menos ágil e elástico entre os três concorrentes nacionais.

Câmbio – O câmbio de 5 velocidades, era eficiente, macio nas trocas, mesmo em trocas mais rápidas mantinha uma boa performance.

Retomadas e ultrapassagens –  Era seguro e entregava o que prometia.

Consumo – Na versão 1.6 a álcool, tinha um consumo considerado dentro dos padrões par a época, mas o grande diferencial, era que mesmo com carga máxima de peso, não havia muito variação no gasto de combustível, conforme ficha técnica no final do post.

Acabamento Externo

Faróis –  Quadrados de lentes planas, embutidos em um mesmo conjunto com as setas;

Para – choques – Em aço carbono, cromados, com friso emborrachado;

Grade de ar do motor – Com frisos na horizontal na cor grafite;

Retrovisores – Panorâmicos, com controle mecânico interno;

Frisos – Emborrachado em toda a extensão lateral do carro, com o logo “Chevette SL”;

Rodas – De aço tradicionais da família Chevette da década de 1980;

Maçanetas – Metálicas;

Logo – Na tampa do porta – malas “1.6 Chevette”;

Lanterna Traseira – Tricolor bonitas e muito eficiente.

Teto Solar – Não;

Bagageiro – Não;

Limpador do vidro traseiro – Não;

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores básicos em escala circular;

Acabamento do painel – Em vinil;

Volante – Volante espumado, anatômico de dois raios;

Sistema de som – Opcional;

Ventilador – De três velocidades;

Ar – condicionado – Não;

Ar –  quente – Opcional;

Luz de leitura – Não;

Relógio – Analógico no painel;

Acendedor de cigarros – Sim;

Cinzeiro – Sim;

Acionamento dos vidros – Manual basculante;

Sistema de travamento das portas – Mecânico;

Ajuste dos retrovisores externos – Mecânico com alavanca interna;

Acabamento dos bancos – Aveludado em tons marrons;

Acabamento das portas – Em vinil e detalhes em veludo;

Luz de Sinalização no rodapé das portas – Sim;

Banco traseiro – Sem acessórios;

Encosto de cabeça – Para dois passageiros embutidos nos bancos dianteiros;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Sim;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Acarpetado;

Ficha Técnica – Chevette SL 1.6 1985

Carroceria – Sedã;

Porte – Compacto;

Portas – 2;

Motor – Chevrolet 1.6;

Cilindros – 4 em linha;

Posição – Longitudinal;

Tuchos – Mecânicos;

Tração – Traseira;

Combustível – Álcool;

Alimentação –  Carburador;

Direção – Simples;

Câmbio – Manual de 5 marchas;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Freio a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso – 932 KG;

Comprimento – 4193 mm;

Distância entre-eixos – 2395 mm;

Potência – 72 CV;

Cilindrada – 1599 cm³;

Torque máximo – 12,3 kgfm a 3200 rpm;

Potência Máxima – 5600 RPM;

Aceleração de 0 a 100 – 16,9 Segundos;

Velocidade máxima – 150 KM/h;

Consumo: Cidade 7,4 KM/L – Estrada 11 KM/L;

Autonomia: Cidade 429,2 KM – Estrada 638 KM;

Porta malas – 321 Litros;

Carga útil – Não Informado;

Tanque de combustível – 58 Litros;

Valor atualizado Aproximado – R$ 56.195,00;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

O Motor Tudo, NÃO trabalha com nenhum tipo de comércio de carros, apenas faz matérias sobre a história de carros clássicos brasileiros.

Please follow and like us:

Um comentário sobre “Chevette SL 1.6 1985 OS primeiros sinais de desatualização”

  1. Palmas não, o Tocantins inteiro pra esse Chevettinho…
    Clássico de uma época, e a qualidade dos acabamentos, do painel, câmbio, volante, e maciez dos tecidos dos bancos e das portas..

    Foram 2 na família, na década de 80, ambos brancos… um SL como o da matéria e outro SE, lançado em 87. O que não falta é vontade de comprar um e arruma-lo como original.

    Muitas recordações, bons tempos.
    Excelente reportagem.

Deixe uma resposta