Caravan Standard 4.1 6 Cilindros 1980 De cara Nova

Caravan Carros dos anos 80 Chevrolet Opala

A SW mais badalada do país chega a década de 1980, de cara nova, ganha um novo acabamento externo, deixa as formas redondas e ganha formato retangular

Por dentro a família Opala continuou com o mesmo acabamento, a versão Caravan Standard 4.1 1980, vinha de série sem instrumentos de luxo, como limpador do vidro traseiro, ar – condicionado e direção hidráulica, disponibilizados apenas como opcionais, mas entregava a configuração do motor 4.1 de 6 cilindros código 250-S de 171 CV.

A versão Standard de 6 cilindros, também era comercializada para CNPJ e serviços públicos, quase 80% dos modelos para esses órgãos, eram motores 2.5 cód 151 ou 2.5 cód 151S, mas para serviços mais específicos, como ambulância rodoviária e viatura policial rodoviária, a opção ficava para os modelos 6 cilindros.

Os três primeiros anos da década de 1980, o mercado de automóveis no Brasil estava em profunda transição, os chamados modelos gigantes, Ford Mavrick, Ford Landau e Família Dodge, encerravam a sua saga, o mercado tendia para os modelos médios, a família Opala por oferecer um equilíbrio aceitável para a época, entre força e consumo, sobreviveu a crise, sendo assim, se tornando o único modelo de grande porte sobrevivente, é natural que não houvesse nenhuma SW no mesmo seguimento para concorrer no mercado, a Caravan reinou em absoluto.

Desempenho

O motor Chevrolet 4.1 de 6 cilindros Cód 250S, acompanhava a família Opala desde o início da década de 1970, mas no passar dos anos, recebeu atualizações e importantes upgrades, entre eles, câmbio mais eficiente e atualizado, alternador de alta capacidade, sem contar atualizações em componentes mecânicos internos do motor;

Na cidade era confortável de dirigir, o câmbio manual de 4 velocidades exigia poucas trocas em áreas urbanas, os engates eram macios e muito eficientes;

Na estrada era um verdadeiro navegador silencioso, se mantendo sem oscilação por longos períodos em velocidades acima de 150 KM/h;

Seguro e eficiente em retomadas e ultrapassagens, indo de 0 a 100 em respeitáveis 12,9 segundos, basicamente o desempenho de um esportivo da época;

O conjunto carroceria, chassis e suspensão era único, oferecia segurança com muita eficiência em curvas de alta, mesmo com uma suspensão macia, não perdia a estabilidade;

O ponto negativo ficava para o consumo de combustível, mesmo a gasolina fazia modestos 8 KM/L na estrada, com carga máxima o consumo poderia chegar a 5 Km/L;

Acabamento Externo

Frente com faróis quadrados, embutidos em um mesmo conjunto com a seta;

Grade de ar do motor cinza, com frisos em formato retangular, e a gravata Chevrolet embutida;

Para – Choques em lâminas de aço carbono, cromados, com friso emborrachado na frente;

Friso emborrachado em toda a extensão lateral, com o logo Comodoro, dando um visual executivo ao carro;

Retrovisores de plástico, com ajuste manual;

Rodas de aço 195/70 R14;

Maçanetas cromadas;

Grandes e eficientes lanternas traseiras tricolor, com luz de ré;

Limpador do vidro traseiro – Opcional.

Acabamento Interno

Painel com mostradores em escala circular com mostradores básicos;

Volante estilo canoa, de plástico injetado;

Rádio, MotoRádio;

Acendedor de cigarros;

Cinzeiro embutido no painel;

Ar – condicionado – Opcional;

Ventilador de três velocidades;

Ar – quente;

Acabamento das portas em vinil;

Acionamento dos vidros, manual basculante;

Acabamento dos bancos em tecido plástico;

Bancos dianteiros com encosto de cabeça embutido;

Assoalho acarpetado;

Porta – malas acarpetado;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro.

Ficha Técnica – Caravan Comodoro Standard 4.1 6 cilindros 1980

Carroceria SW;

Porte Grande;

2 portas;

Motor Chevrolet 4.1 cód 250S;

Cilindros 6 em linha;

Longitudinal;

Tuchos Hidráulicos;

Tração traseira;

Combustível Gasolina;

Carburador;

Direção Hidráulica – opcional;

Câmbio manual de 4 marchas;

Embreagem monodisco a seco;

Freios a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas traseiras;

Peso 1250 KG;

Potência 171 CV;

32,5 kgfm a 2600 rpm

Potência Máxima 4800 RPM;

De 0 a 100 – 12,9 Segundos;

Velocidade máxima 165 KM/h;

Consumo Consumo na Cidade 6 KM/L – Estrada 8 KM/L;

Porta malas 774 Litros;

Carga útil – 500 KG;

Tanque de combustível 84 Litros.

Motor Tudo – Caravan Standard 4.1 6 Cilindros 1980

Carros Clássicos Brasil – Caravan

Rate this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *