Caravan de Luxo 1979 2.5 4 cilindros Bom gosto ao extremo

Ela reinava em absoluto no mercado nacional, era a única SW de grande porte, nas versões básicas, era essencial nos serviços públicos, e nas versões top de linha, atendia as famílias de classe média e alta

No final da década de 1970, a única perua nacional de grande porte, produzida em série era o modelo Chevrolet, nas versões de entrada era o veículo essencial nos setores públicos ao lado do Chevrolet veraneio, funerárias, ambulância, IML, viaturas policias entre outros, mas as versões top de linha como a Caravan de luxo 1979 2.5 4 cilindros, atendiam as famílias da classe média alta e alta, que buscavam espaço, aliado ao luxo e confiabilidade.

O que mais chamava a atenção na versão de luxo em 1979, era a incrível qualidade e o lindo visual do acabamento interno, na cor marrom de tons claros, tinha uma combinação perfeita, difícil chegar a uma concessionária na época e não se apaixonar, melhor ainda para quem tinha dinheiro no bolso, sem uma concorrente direta o mercado das SWs de grande porte ficou exclusivo para o modelo Chevrolet.

Desempenho

O motor Chevrolet 2.5 de 4 cilindros, código 151, entregava bons 98 CV de força, chegando a 150 Km/h reais de velocidade final.

Mesmo em altas rotações o motor se mantinha estável sem passar vibrações para o interior do carro, esse era um dos pontos forte da marca, estável e silencioso, mesmo em altas velocidades.

Na cidade era conseguia ser bem ágil, para um modelo tão pesado, indo facilmente de 0 a 100 em 15,6 segundos.

O consumo ficava dentro do esperado para um carro de grande porte a gasolina, que pesava mais de 1150 KG, em média 8 KM/L na cidade.

A estrutura da carroceria SW da Caravan, tinha um peso muito bem distribuído, mesmo em curvas de alta, entregava uma ótima relação entre segurança e conforto.

Acabamento Externo

Frente com faróis redondos de lentes boleadas, embutidos com recuo em uma moldura de alumínio.

Grade de ar de alumínio com frisos na horizontal e a gravata Chevrolet ao centro.

Seta dianteira em lente bipartida, localizados nos para – lamas dianteiros.

Para – choques em lâminas de aço cromados.

Logo “Chevrolet” no capô.

Friso adesivo preto em toda a extensão do carro.

Logo “Opala Luxo” na lateral dos para – lamas dianteiros.

Retrovisor cromado redondo, pequeno e pouco eficiente.

Maçanetas cromadas.

Bagageiro em alumínio e madeira.

Rodas de aço tradicionais família Chevrolet, com lindas calotas cromadas, com um fino friso na cor do carro.

Lanternas traseiras redondos na horizontal, com luz de ré.

Logo “Chevrolet” na tampa do porta mala.

Acabamento Interno

Painel em vinil e fundo de aço, na cor marrom, com mostradores em escala circular + relógio digital.

Volante de plástico injetado, de dois raios.

Rádio General Motors, AM.

Ventilador.

Ar – quente.

Acendedor de cigarros e cinzeiro embutido no painel.

Acabamento das porta em vinil com frisos cromados.

Acabamento dos bancos em tecido plástico.

Encosto de cabeça no banco dianteiro, embutido no conjunto.

Acionamento dos vidros manual basculante.

Assoalho e porta malas acarpetados.

Ficha Técnica – Caravan de Luxo 1979 2.5 4 cilindros.

Carroceria SW;

Porte Grande;

2 portas;

Motor Chevrolet Cód 151 / S -2.5;

Cilindros 4 em linha;

Longitudinal;

Tuchos Hidráulicos;

Tração traseira;

Combustível Gasolina;

Carburador;

Direção Simples – Opcional para hidráulica.

Câmbio manual de 4 marchas;

Embreagem monodisco a seco;

Freios a disco sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas  traseiras;

Peso 1150 KG;

Potência 98 CV;

19,8 kgfm a 2600 rpm

Potência Máxima 4500 RPM;

De 0 a 100 – 15,6 Segundos;

Velocidade máxima 150 KM/h;

Consumo Consumo na Cidade 8 KM/L – Estrada 11 KM/L;

Porta malas 774 Litros;

Carga útil – não informado;

Tanque de combustível 84 Litros;

Motor Tudo – Caravan de Luxo 1979 2.5 4 cilindros

Carros Clássicos Brasil – Caravan

Deixe uma resposta