Belina 2 Versão de entrada no auge da carreira

Entre os anos de 1981 e 1983 se você quisesse comprar uma Belina L, teria que aguardar em uma fila de espera por até 90 dias

O início da década de 1980 foi marcada pelo novo combustível que chegava ao mercado, o Álcool, o motor Ford Cléon Fonte / CHT, foi o que melhor se adaptou ao novo combustível, e a SW de médio porte, Belina 2, reinava em absoluto dentro de seu segmento.

A versão Ford Belina L, era a mais comercializada, a diferença de preço para a versão LDO, era bastante considerável, mas a quantidade de instrumentos oferecidas para a versão top de linha, não justificava a grande diferença de valores, e os reflexos apreciam na diferença de unidades emplacadas.

O mercado das SW no início da década de 1980, ficou dividido da seguinte maneira, entre os modelos compactos, o Chevrolet Marajó e o Fiat Panorama, entre 1980 e 1981, disputaram palmo a palmo o número de unidades mais vendidas, em a partir de 1982 o Volkswagen Parati assumiu a liderança absoluta.

Entre os modelos médios o Ford Belina 2, reinou absoluto, sem um concorrente direto até o ano de 1983, alcançou bons picos de vendas, o modelo Chevrolet Caravan, também reinava absoluto no seguimento SW de grande porte.

Desempenho – Belina 2 Motor 1.6 a álcool

O motor Cléon Fonte / CHT 1.6, da família Corcel já equipado com alternador de alta capacidade e ignição eletrônica, oferecia uma manutenção descomplicada e relativamente barata para a época, na cidade tinha um bom desempenho para um carro médio, na versão a gasolina tinha um baixo consumo de combustível, mas na configuração a álcool o consumo era maior, conforme ficha técnica abaixo;

Na estrada em velocidades até 100 KM/h tinha um torque suave, bom em retomadas e seguro em ultrapassagens, mas acima de 125 Km/h o motor passava vibração para a carroceria;

O ponto fraco ficava para a estabilidade na estrada, o Corcel 2 já não tinha mais a mesma distribuição de peso da Carroceria Corcel I, aliado a uma suspensão muito macio, o carro ficava instável em curvas de alta e em retas, em velocidades acima de 130 KM/h.

Acabamento Externo

Grade de ar com frisos na horizontal na cor grafite, com o logo Ford;

Para-choques em lâminas de aço carbono cromados;

Logo “1.6 Álcool”, na lateral dos para – lamas dianteiros;

Retrovisor panorâmicos, com ajuste mecânico;

Rodas de aço de três furos, 185/70 R13;

Friso emborrachado com detalhe metálico, em toda a extensão do carro;

Maçanetas cromadas;

Logo ” Corcel II L” na tampa do porta malas;

Limpador do vidro traseiro – Opcional de época;

Lanternas traseiras bicolor, com luz de ré.

Acabamento Interno e Instrumentos

Painel – Com mostradores básicos em escala circular;

Acabamento do painel – Em vinil preto;

Volante – Plástico injetado de dois raios;

Sistema de som – Rádio AM/FM – Ford Philco;

Ventilador – De três velocidades;

Ar – condicionado – Não Possui;

Ar –  quente – Opcional;

Acendedor de cigarros – Sim

Cinzeiro – Sim

Acionamento dos vidros – Manual basculante;

Sistema de travamento das portas – Mecânico;

Ajuste do retrovisor – Mecânico interno;

Acabamento dos bancos – Em vinil, com detalhes em veludo;

Acabamento das portas – Em vinil;

Banco traseiro – Sem acessórios;

Encosto de cabeça – Para dois passageiros, sem regulagem de altura;

Desembaçador elétrico do vidro traseiro – Opcional;

Assoalho – Acarpetado;

Porta-malas – Emborrachado;

Ficha Técnica – Belina 2 – 1982 1.6 a álcool

Carroceria – SW;

Porte – Médio;

Portas – 2;

Motor – Cléon Fonte 1.6;

Cilindros – 4 em linha;

Posição – Longitudinal;

Tuchos – Mecânicos;

Tração – Dianteira;

Combustível – Álcool;

Alimentação – Carburador;

Direção – Simples;

Câmbio – Manual de 5 marchas;

Embreagem – Monodisco a seco;

Freios – Disco Sólido nas rodas dianteiras e tambor nas rodas  traseiras;

Peso – 1050 KG;

Comprimento – 4488 mm;

Distância entre-eixos – 2438 mm;

Potência – 73 CV;

Cilindrada – 1555 cm³;

Torque máximo – 11,9 kgfm a 3600 rpm;

Potência Máxima – 5200 RPM;

Aceleração de 0 a 100 – 19 Segundos;

Velocidade máxima – 148 KM/h;

Consumo: Cidade 7 KM/L – Estrada 11,8 KM/L;

Autonomia: Cidade 441 KM – Estrada 743,4 KM;

Porta malas – Não informado;

Carga útil – Não Informado;

Tanque de combustível – 63 Litros;

Valor atualizado Aproximado – Não Informado;

Valor atualizado aproximado se refere apenas a uma estimativa de quanto o carro custaria hoje Zero Km na concessionária – Não possui nenhum parâmetro real do mercado atual.

Deixe uma resposta