Voyage LS 1.6 5 marchas Primeira geração dos motores Ap 1600


Em 1985 começa a substituição dos motores MD270 1.6 pelos AP 1.6 e o início da introdução do câmbio 5 marchas na família GOL, Voyage e Parati, e eu fiz o teste drive.


Em 1985 o Voyage ganha para-choques grafites, as laterais dos para-choques passam a ser mais cumpridas, ponteiros dos mostradores do painel passam a ser vermelhos e não mais laranjas, contorno da luz de ré em vermelho, antes era em branco.

Ainda no primeiro semestre de 1985 o Voyage na verssoes LS cód 1 e LS Cód 2, começam a ser vendidos já com motores AP 1600 e câmbio 5 marchas e pneus mais largos 175/R13, e ainda o LS cód 2 vinha com conta giros, dois retrovisores com controle interno igual ao do GOL GT e rodas de liga leva, códio 1 vinha com as tradicionais rodas de aço e as simpáticas calotas cromadas e com apenas um retrovisor do lado do motorista, mas com controle interno.

A versão Voyage S, que era o carro básico, no primeiro semestre de 1985 ainda saia com o motor MD270 e câmbio 4 marchas, no segundo semestre passou a ser equipado também com o motor AP 1.6 mas ainda com o pesadelo do câmbio 4 marchas, pneus finos 155/13 ou 165/13, e os mesmos retrovisores simples que equipava a linha fusca e Brasilia, além das calotas centrais de plástico preta as mesmas do antigo GOL a ar.

A versão S continuou com o câmbio 4 marchas até o final de 1986.

Ainda falando das versões 5 marchas, no dia 12 de fevereiro de 1985 minha família comprou um Voyage LS 5 marchas cor verde cristal cód 1, na extinta concessionária Gaivota veículos na cidade de Santos São Paulo, e ainda era jovem e tive o prazer de fazer vários testes drivers com o simpático e pequeno três volumes da Volkswagen, realmente o desempenho dele na prática estava mais para esportivo do que para um carro de família, eu conseguia em segunda marcha chegar a 80 KM/h quando engatava a terceira, o carro já estava a 90 KM/h, logo eu jogava a quarta e em seguida a quinta para aliviar o motor, e quando eu menos esperava estava acima de 140 KM/h realmente para um 1.6 da época era um desempenho fantástico.

Outro teste que fiz também foi no ano de 1986 o carro já tinha um ano de uso, foi subir a serra pela rodovia dos Imigrantes rumo a São Paulo, e o Voyage era incrível subia em 5ª marcha sem reclamar a 140 KM/h, desempenho que nos dias de hoje dificilmente um carro popular consegue alcançar.

Muita gente me pergunta quantos anos você tinha na época? Nasci em 1971.


 

Voyage LS 1.6 5 marchas Primeira geração dos motores Ap 1600
Rate this post

5 comentários em “Voyage LS 1.6 5 marchas Primeira geração dos motores Ap 1600”

  1. O meu irmão é um ano mais novo do que você. Ele teve um Voyage LS 1985 1.6 entre 2004 e 2006. Exceto as rodas, o dele era exatamente igual a este das fotos, mesma cor, preto, só que o câmbio era o de 4 marchas, não sei por quê, mesmo sendo LS também…
    Foi nele que aprendi a dirigir de verdade, em 2004, quando tinha 19 anos. rsrsrs
    Ah, antes que você pergunte se não é o mesmo da matéria, digo que não é, pois ainda lembro da placa… rsrsrs

    1. Tiago obrigado por comentar.
      No caso em 1985 o Voyage LS 1.6 vinha na versão 4 marchas, 5 marcha era opcional.

  2. O meu Voyage também é 1985,porém modelo S a álcool com retrovisores nas duas portas e câmbio de 5 marchas,creio que faziam parte do pacote de opcionais na época

    1. No caso a versão S de 1985 e 1986 não tinham opcional para câmbio 5 marchas.
      O que acontecia era a substituição do câmbio após a primeira retífica do veículo.

Deixe uma resposta