Fusca 1984 já era equipado com tecnologia eletrônica.

Em 1984 o Fusca ganho alguns componentes eletrônicos que melhoraram muito o seu desempenho.

Em 1984 a Volkswagen lançou a série especial do Fusca Love. Mas fora o nome romântico o que o fusca trazia de novidade?

Começava em 1984 não apenas para o Fusca mas para muitos carros nacionais a era eletrônica, estávamos dando adeus ao velho platinado e ao velho dínamo e entrando na era da ignição eletrônica e do alternador, “entenda ignição eletrônica e não injeção eletrônica”.

Mas na prática qual o benefício que a nova tecnologia trouxe para o nosso Fusca?

Em primeiro lugar para quem viveu a era do platinado no distribuidor, sabia que era só esquentar um pouco mais o motor, ou ter um dia de muito calor que o platinado colava e o carro não andava mais.

No caso do dínamo que era o antecessor do alternador, que tem a função de carregar a bateria entre outras, era um equipamento já ultrapassado para a época, ele tinha que dar dezenas e dezenas de volta para conseguir carregar uma bateria.

Quando os carros passaram a ser equipados com a ignição eletrônica e alternador, além de sanar o problema de ficar na estrada com problemas no platinado, o alternador carregava a bateria em menos de uma volta.

Assim com o conjunto eletrônico equipando o Fusca Love em 1984 o carro melhorou muito seu desempenho, passou a alcançar a velocidade de 100 KM/h sem muito esforço, e se tornou muito mais ágil na cidade, e muito mais confiável.

No mesmo ano todas as montadoras nacionais passaram a equipar seus carros com a mesma tecnologia.



 

Fusca 1984 já era equipado com tecnologia eletrônica.
Rate this post

Deixe uma resposta